Autor: cantor

Para que serve a tabela FIPE e qual é a sua importância

A tabela FIPE é um instrumento indispensável para quem deseja comprar ou vender o seu veículo usado. Afinal, contribui para as negociações, sobretudo no que diz respeito ao valor real do veículo.

No entanto, o que muitas pessoas não sabem, é que ela não garante que o preço estipulado seja o mesmo do fechamento do negócio. Ao longo deste post você poderá compreender melhor esse tipo de informação e ainda descobrir qual a verdadeira importância dessa tabela. Confira:

Tabela FIPE: o que é

A tabela FIPE é um método de precificação amplamente utilizado no processo de avaliação e negociação de veículos. Os dados da tabela são mensalmente divulgados e atualizados, pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), entidade responsável pelo levantamento de informações desse setor no mercado.

Nela estão expressos os valores médios em reais, dos preços de automóveis, de acordo com a sua marca, ano e modelo. É importante destacar, que essa tabela não avalia quesitos como:

  • Quilometragem do veículo
  • Estado do automóvel
  • Cor
  • Acessórios do veículo
  • Região

Isso faz com que o processo de precificação do veículo com base nessa tabela, ocorra de modo totalmente imparcial, o que proporciona mais transparência e segurança no momento da comercialização do automóvel.

Afinal, para que serve a tabela?

De maneira geral, essa tabela é considerada como o primeiro passo para a negociação ou até mesmo avaliação de um veículo usado. É por meio dos dados obtidos com a tabela, que será dado o início para a compra ou venda dos automóveis.

Os valores da tabela são definidos de acordo com os preços dos mais diversos veículos do mercado, sejam eles novos, seminovos ou usados. É justamente por isso que ela é usada como uma referência para os vendedores.

Mas atenção! O valor definido para o veículo que se deseja comprar ou vender não é estipulado com base apenas nisso. Pelo contrário, para precificar um veículo é necessário levar em consideração outras variações que não estão inseridas na tabela.

A verdadeira importância da Tabela FIPE

A tabela FIPE é de suma importância para a comercialização e negociação de veículos em todo o país. Afinal, sem ela seria praticamente impossível estipular um preço justo a um veículo seminovo ou usado.

Desde quando foi criada, em 1973, ela tem sido amplamente utilizada por instituições financeiras, seguradoras e até mesmo por motoristas que não possuem base de preço no segmento automotivo.

Devido a ela, tornou-se mais prático e seguro estipular preços de venda e compra de veículos, de acordo com as suas especificidades e avaliação de mercado. A sua importância é tamanha que o indicador da tabela também é usado como base para o cálculo de impostos como o IPVA e para as parcelas de seguro dos carros.

Como usar a tabela Fipe

Mas como usar essa tabela tão importante para negociações de veículos? É simples, tudo que o interessado na compra ou venda de veículos precisa fazer é acessar o site do Instituto e fazer a pesquisa gratuita dos melhores preços do mercado para os carros usados, seminovos ou novos.

Para isso, o site irá exigir que sejam inseridas algumas informações sobre o veículo, tais como:

Tipo do veículo: Caminhão, moto ou carro

  • Ano de Referência
  • Modelo
  • Marca
  • Ano de Fabricação

É com base nessas informações que o sistema irá apresentar as importâncias, em reais, de cada tipo de veículo. Com base nelas, será possível iniciar qualquer tipo de negociação de compra ou venda de veículos, independente da sua condição.

Usar a tabela FIPE no momento da negociação de um automóvel, é uma das principais garantias de que se está realizando uma boa venda ou compra. Afinal, seus preços são elaborados de maneira imparcial, de acordo com as reais necessidades e demandas do mercado.

Esse parâmetro é tão seguro e eficaz, que até mesmo as grandes instituições financeiras e seguradoras do país a utilizam como base de precificação dos seus serviços e produtos.

Por essa razão, se você está pensando em vender ou comprar um veículo opte por acessar o site oficial da fundação e realizar uma pesquisa prévia sobre o valor de mercado que esse veículo possui no mercado.

carreira fotografia

Vale a pena ingressar na carreira de fotografia?

Você acha que vale a pena ingressar na carreira de fotografia? Embora essa seja uma profissão que atraia muitas pessoas pela paixão, existem muitas dúvidas que permeiam essa área e acabam deixando os profissionais indecisos.

Alguns exemplos dessas dúvidas são o salário, a jornada de trabalho e até mesmo o local de atuação. Por não tratar-se de uma profissão “tradicional”, ingressar na área pode, realmente, parecer um pouco assustador.

Então, para ajudar você a tomar essa decisão, preparamos um artigo completo com tudo o que você precisa saber sobre a carreira de fotografia. Dessa forma, você pode se sentir mais confortável ao mudar de profissão.

A primeira coisa que vamos tratar é como você pode dar os primeiros passos em direção ao trabalho dos seus sonhos.

Curso profissionalizante

Assim como em qualquer outra profissão, o fotógrafo também precisa estudar (e muito!). Investir em um curso de fotografia é muito importante para que você entenda como funciona o mercado de trabalho e, ao mesmo tempo, desenvolva o conhecimento técnico para tirar boas fotos.

Além da técnica, você vai conhecer melhor os equipamentos disponíveis, aprenderá a desenvolver o olhar de fotógrafo e descobrirá dicas muito importantes para que você seja bem-sucedido em sua carreira. Portanto, não desmereça o valor de um bom curso.

Felizmente, existem diversas opções dentre as quais você pode escolher. Seja online ou presencial, o importante é contar com bons instrutores para dar um passo em direção ao seu futuro.

Equipamento

Além disso, será preciso investir também no equipamento. E se você pensa que precisa de muito dinheiro para isso, vai ficar feliz em descobrir que não é bem assim.

Claro que os equipamentos para fotografia profissional não são muito baratos. Porém, ao contrário do que muitos acreditam, você não precisa ter a melhor câmera do mercado para começar a trabalhar.

Equipamento/câmera de fotografia

Muito pelo contrário. É possível investir em lentes, câmeras e até mesmo luzes mais baratas para começar a atuar na área. Então, conforme você começa a ganhar dinheiro, pode começar a trocar o seu equipamento por modelos mais caros.

É por isso que o curso é tão importante para saber se vale a pena ingressar na carreira de fotografia. Lá, você vai conhecer diferentes equipamentos e pode escolher a opção que cabe no seu bolso.

Muita prática e referências

Por último, vale lembrar que, para começar a trabalhar como fotógrafo, você vai precisar também praticar muito.

Além disso, buscar referências que funcionem para você e que possam ser incorporadas no seu estilo pessoal também é muito importante.

Pode parecer bobagem, mas esses dois passos podem ser o seu diferencial!

Vale a pena ingressar na carreira de fotógrafo?

Dito isso, vamos responder à pergunta. Afinal, ser fotógrafo realmente vale a pena?

Não há como negar que o trabalho pode ser instável. Você pode contar com meses de muitos projetos, enquanto outros serão mais parados. Porém, tudo depende de como você se mostra e da gama de clientes que conquista ao longo do tempo.

Para que você tenha uma ideia, consideramos o piso salarial de um fotógrafo como cerca de R$1.334,00. Esse pode ser o salário inicial, aumentando conforme você conquista novos clientes.

Além disso, vale a pena mencionar também que a fotografia pode ser uma verdadeira paixão. Então, se você se identifica com essa carreira e gostaria de viver com a renda das fotos que você tira, então não há dúvidas de que essa pode ser a profissão ideal para você.