Categoria: Saúde

6 alimentos que realmente precisam ficar na geladeira

A refrigeração é um dos maiores avanços do mundo moderno. A partir dela tivemos a possibilidade de conservar alguns tipos de alimentos com segurança por um prazo maior. O conceito de segurança alimentar só foi possível de ser elaborado com o advento da geladeira.

Uma pesquisa realizada em 1961, na Inglaterra, revelou que 50% das famílias britânicas possuíam televisão, mas apenas 20% dispunham de geladeira. Esses dados preocuparam os órgãos públicos na época, uma vez que já se tinha por necessário manter refrigerado todo tipo de alimento perecível.

A partir de então, em todo o mundo, foram elaborados estudos sobre a relação entre refrigeração e saúde. A verdade é que, ainda hoje, essa necessidade gera dúvidas. Pensando nisso, preparamos uma lista explicando o porquê de esses 6 alimentos precisarem ser mantidos na geladeira.

Laticínios

Derivados de leite, animal ou vegetal, devem estar sempre refrigerados em recipientes fechados. A combinação de gorduras, carboidratos e proteínas presentes nestes produtos compõe um ambiente propício para a proliferação de microrganismos, como fungos e bactérias.

Assim, queijos, manteigas, margarinas e mesmo o próprio leite, especialmente depois de abertos, devem permanecer na geladeira. Geralmente os rótulos desses produtos informam em quanto tempo eles devem ser consumidos, garantindo que a ingestão seja segura.

Ovos

Não é raro encontrar pessoas que preferem deixar os ovos fora da geladeira e, mesmo nos mercados, é bastante comum que eles não estejam refrigerados. Enquanto crus, os ovos estão bastante suscetíveis às mudanças de temperatura do ambiente, especialmente ao calor, o que pode estragar o alimento.

A refrigeração a uma temperatura constante conservará os ovos de maneira segura. É a forma mais eficaz de armazená-los.

Sobras de alimentos cozidos

Outra categoria de alimentos que gera bastantes dúvidas é a sobra de alimentos já preparados. Há muitas pessoas que preferem deixá-las no fogão, especialmente no intervalo entre almoço e o jantar. É verdade que isso pode ser bem perigoso.

É necessário esperar a comida esfriar, pois quando quente pode afetar o funcionamento da geladeira. O ideal é manter esses alimentos em refrigeração por, no máximo, 48 horas.

Ketchup

Segundo o Serviço de Saúde do Reino Unido, órgão público da região, estando dentro do prazo da validade, o ketchup pode ser consumido mesmo quando armazenado fora da geladeira, já que a acidez garante sua conservação e evita a proliferação de microrganismos. Por outro lado, a cor e o sabor são alterados se o produto não for devidamente refrigerado.

Assim, o melhor é mantê-lo na geladeira para garantir que não haja alterações.

Carnes

Carnes, de maneira geral, não podem ficar mais que duas horas fora da geladeira. Se a sua intenção é armazenar por mais de dois dias, é melhor que ela seja congelada. Como a maior parte dos alimentos de nossa lista, as carnes apodrecem rápido em razão da combinação de proteínas, gorduras e carboidratos em uma proporção ideal para a reprodução de microrganismos.

Maionese

Encerramos nossa lista com um dos alimentos mais perigosos de se deixar fora da geladeira. É importante lembrar que a maionese tem como base o ovo de galinha cru e, exatamente por isso, mesmo a temperatura ambiente pode colocar em risco sua qualidade.

É claro que ela pode ficar alguns minutos fora da geladeira enquanto é consumida, mas é importante checar a temperatura do ambiente para ter certeza de que ainda esteja fria. Outra dica é que se deve evitar comer maionese fora de casa, especialmente em lugares que não se tem certeza sobre a procedência e o armazenamento do produto.

E ai caro leitor do blog, sentiu falta de algum alimento? Aproveite o espaço abaixo e deixe o seu comentário!