Categoria: Dicas

Barra da Tijuca e suas ruas.

A Barra da Tijuca lembra as cidades dos Estados Unidos. Mas você sabe o porquê? Lá também tem as grandes avenidas e na Barra da Tijuca também. São ruas amplas e espaçosas. Isso facilita a localização de grandes centros comerciais, shoppings centers e muitos condomínios residenciais.

Av. Salvador Allende. É uma continuação da Transolímpica, entretanto, liga o Recreio dos Bandeirantes também a Curicica., em Jacarepaguá. Na avenida Salvador Allende temos algumas estações do BRT que fazem parte do corredor TransOlímpica. As estações que estão distribuídas ao longo da Avenida Salvador Allende, onde está o Parque Olímpico e o Parque dos Atletas na Barra da Tijuca são: Catedral do Recreio, Tapebuias, Olof Palme, Riocentro e Outeiro Santo. Vale lembra que o condomínio Ilha Pura, por exemplo, é uma das referências na região. E tem uma estação chamada Ilha Pura que fica muito perto da sua nova residência. O corredor de ônibus expresso TransOlímpica é servido por :

  • 53A – SULACAP X ALVORADA (EXPRESSO)
  • 51 – RECREIO X VILA MILITAR (PARADOR)
  • 51A – VILA MILITAR X ALVORADA (PARADOR)
  • 53B – JARDIM OCEÂNICO X SULACAP (PARADOR)

Na Avenida Salvador Allende estão concentrados muitos empreendimentos moderno como o Etehe Barra. É uma das vias que liga também a Linha Amarela. Facilita bastante para você não ter que passar pelo entroncamento Avenida das Américas com Avenida Ayrton Senna.

A Avenida Salvador Allende é uma das vias mais importantes da Barra da Tijuca, principalmente porque nela estão os vários equipamentos feitos para a realização dos jogos Olímpicos de 2016. Nela estão, por exemplo, a Vila Olímpica, também está o Parque dos Atletas. A primeira cidade do Rock, foi erguida nesta mesma avenida, é o marco para o evento Rock in Rio.

Para a realização dos Jogos Olímpicos de 2016 a via recebeu muitas modificações, como ja dito, o projeto TransOlímpica. Assim a Avenida Salvador Allende se transformou em via expressa lingado o Recreio dos Bandeirantes a Avenida Brasil, na Altura de Magalhães Bastos. Isto facilitou o acesso ao bairro de Deodoro onde aconteceram algumas das competições doas Olimpíadas como o hipismo e o pentatlo. O projeto original previa via teria duas pistas centrais (com três faixas) e duas pistas laterais (com duas faixas), além de ciclovia

O corredor de BRT da Avenida Salvador Allende liga as avenidas Embaixador Bueno e a Avenida das Américas.

Av. das Américas. Esta é pois a via principal que liga o Recreio dos Bandeirantes a Barra da Tijuca. Nela, sobretudo estão instalados os grandes prédios comerciais, lojas, supermercados e shoppings. Ela liga a outras principais vias, como por exemplo a Av. Ayrton Senna.

O BRT da Avenida das Américas é o que tem maior extensão. Ele liga a Estação do Metrô do Jardim Oceânico aos Bairros de Campo Grande, Santa Cruz e Sulacap. Além disso, na Avenida das Américas com Avenida Ayrton Senna está o terminal Alvorada. Além de ser uma das principais estações do BRT, lá também faz a conexão com as linhas de ônibus regulares.

  • Estrada do Bandeirantes. A saber tem início na Taquara e termina no Recreio dos Bandeirantes . É uma via importante a quem deseja ir ao Pontal, Vargem Grande e Vargem Pequena.
  • Av. Salvador Allende. É uma continuação da Transolímpica, entretanto, liga o Recreio dos Bandeirantes também a Curicica.
  • Estrada Benvindo de Novaes. A saber liga a Av. das Américas ao bairro de Vargem Pequena
  • Av. Lúcio Costa. Liga pois os bairros do Recreio dos Bandeirantes à Barra da Tijuca. Você faz esse percurso então contemplando o mar.
  • Estrada do Pontal. É uma via bastante importe, pois liga o Recreio dos Bandeirantes à Vargem Grande. É a saber uma via de acesso as praias do Recreio e ao acesso a Grumari.

Agendar Carteira de trabalho em Manaus:veja como!

Se você quer agendar Carteira de trabalho em Manaus, acaba de chegar ao lugar certo para saber absolutamente tudo sobre o assunto!

Antigamente, sempre que tínhamos que tirar documentos, era uma grande dor de cabeça, não é mesmo? Afinal, precisávamos ir até o local super cedo, agendar o atendimento e depois voltar de novo à instituição para finalmente conseguir resolver a situação.

Contudo, na última década, o serviço público deu um salto imenso e nós contamos agora com agendamento de vários serviços online.

Nesse sentido, para agendar Carteira de trabalho em Manaus, você também poderá contar com esse benefício.

Então veja agora mesmo como fazer a sua Carteira de Trabalho e ir em busca do tão sonhado primeiro emprego!

Como agendar Carteira de trabalho em Manaus?

Antes de mais nada, saiba que atualmente você deve agendar a emissão da CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social) pela internet. Para isso, siga as nossas dicas a seguir, confira!

  • Primeiramente, entre no site de agendamento pela internet e escolha o local onde você mora. Ou seja, Manaus e clique em prosseguir;
  • Após isso, você deverá informar qual documento você deseja emitir. Ou seja, há várias opções, assim, selecione a CTPS;
  • Em seguida, selecione a melhor data e horário para ser atendido(a). Acreditamos que essa é uma das maiores vantagens do agendamento: é mais prático e evita longas filas nos locais;
  • Por fim, insira os seus dados pessoais e confirme o procedimento. Pronto! No dia e hora marcadas você precisará ir até o local indicado no papel para ser atendido(a).

Saiba agora o local onde você deve ir + telefone da instituição

Depois de fazer o agendamento, você vai ter que ir até o Ministério do Trabalho de Manaus ou algum PAC (Pronto Atendimento ao Cidadão).

De antemão, saiba que existem vários PAC na cidade. Todavia, o Ministério do Trabalho de Manaus é um só e fica na Avenida André Araújo, nº 140, Bairro do Aleixo.

Já os PAC você deve conferir os endereços aqui. Não listaremos todos para o artigo não ficar extenso.

Documentos indispensáveis para o seu atendimento

Por fim, saiba que no dia de emitir a sua Carteira de Trabalho, você deverá levar alguns documentos, tais como:

  • RG, CNH ou outro documento de identificação com foto;
  • Bem como, 2 fotos 3×4 atuais;
  • Não se esqueça de levar um comprovante atual de residência;
  • Também é necessário levar o comprovante de estado civil;
  • Não se esqueça do seu CPF.

Assim, você poderá fazer a sua Carteira de Trabalho sem grandes transtornos. Ah! Atualmente, você pode também ser contratado(a) apenas com a sua Carteira de Trabalho Digital.

Para entender tudo sobre o tema, acesse o site do Ministério do Trabalho e fique por dentro deste assunto! Você acha que em alguns anos a Carteira de papel será extinta?

Viu só como agendar Carteira de trabalho em Manausnão é tão difícil como muita gente imagina? Comente aqui embaixo se você gosta desse tipo de conteúdo!

Sua opinião é muito importante para nós! Conte sempre conosco para se manter bem informado(a)!

Tudo que você precisa saber sobre ginseng

O ginseng é uma das plantas mais conhecidas e tradicionais da antiga medicina chinesa, usada há mais de 4.000 anos, à qual são atribuídos vários benefícios à saúde.

A palavra traduzida ginseng é conhecida como ” raiz do homem” devido à forma que tem. Na China antiga, era considerado um símbolo da harmonia divina e planta rejuvenescedora. Não era usado apenas por via oral, mas também em loções, sabonetes e cremes. Na verdade, fazia parte da troca de mercadorias junto com a seda, nas antigas exportações da China.

O Ginseng contém vários componentes farmacológicos, incluindo ginsenosídeos, saponinas triperpênicas, poliacetileno, componentes polifenólicos e polissacarídeos, além de vitaminas do grupo B, vitamina C e E. Também rico em aminoácidos e minerais essenciais. Porém, usa-se a raiz da planta com pelo menos 5 anos.

Tipos de Ginseng

– Ginseng vermelho coreano, Panax Ginseng ou ginseng asiático, este ginseng é conhecido por ser de origem asiática

– Ginseng americano, Panax Quinquefolius

– Ginseng siberiano, Eleutherococcus , embora não seja realmente ginseng, também tem propriedades adaptogênicas como Panax

– Também mencionamos o ginseng indiano como Ashwagandha , assim como o anterior não é realmente ginseng

Embora existam mais de 11 espécies diferentes , realmente quando falamos sobre ginseng, geralmente se refere apenas a Panax.

Depois de seco e não processado, é o conhecido ginseng branco. Mas se tiver sido tratado ( cozido no vapor ) e depois seco, é o que chamamos de ginseng vermelho.

Para que é o Ginseng? Propriedades em Saúde

Todos nós conhecemos as propriedades contra a fadiga ou o estresse do ginseng, porém ele pode nos ajudar em outras ocasiões, basicamente mencionei as 5 mais relevantes.

1.- Estimulante, energizante

Uma das funções mais conhecidas do ginseng é fornecer energia ao corpo, pode ajudar a estimular tanto física como mentalmente, especialmente quando estamos exaustos ou muito cansados, o ginseng tem um alto teor de vitaminas do complexo B.

Além disso, possui uma grande capacidade tonificante . Embora devamos levar em conta a ação estimulante em pessoas que são especialmente sensíveis, pois pode alterá-los.

2.- Melhora o humor e reduz o estresse

Esta é outra das propriedades mais conhecidas do ginseng, que conhecemos como adaptogênica . Equilibrar o corpo como o sentimos naquele momento, reduzindo o estresse e melhorando a concentração .

De acordo com alguns estudos clínicos, eles conferem propriedades para melhorar o humor e a capacidade mental . A dose nos estudos era de 200 mg / dia, e na primeira semana já notavam os efeitos, se a dose fosse aumentada para 400 mg / dia melhorava os problemas de estresse e a capacidade de concentração e atividades cognitivas.

Outros estudos em que foi estudada a capacidade de controlar o estresse e consequentemente a quantidade de cortisol secretado nessas situações. Para este ginseng, uma dose baixa de ginseng 100 mg / dia é recomendada para melhorar a fadiga adrenal.

3.- Propriedades antiinflamatórias

Os componentes ativos do ginseng são os ginsenosídeos, essas substâncias têm ações antiinflamatórias e imunológicas.

Na verdade, a relação dessa ação com o câncer é indicada, alguns médicos indicam que ela pode ajudar a prevenir a inflamação e alguns dos efeitos indesejáveis ​​dos tratamentos quimioterápicos.

As propriedades antiinflamatórias devem-se ao fato de que o ginseng atua regulando as citocinas, proteínas responsáveis ​​pela inflamação.

Da mesma forma, o efeito antiinflamatório pode ser traduzido em propriedades antialérgicas  como rinite, congestão nasal, coceira … O ginseng ajuda a reduzir a inflamação ou a resposta do corpo aos alérgenos.

4.- Propriedades contra a disfunção erétil

jornal britânico de farmacologia clínica indicou que havia evidências reais da eficácia do tratamento da disfunção erétil. A impotência pode ser devida a componentes psicológicos e fisiológicos, como diabetes, problemas cardíacos, danos vasculares ou nervosos, colesterol, obesidade ou drogas que atuam no SNC.

O ginseng pode ajudar a combater algumas dessas causas , a nível psicológico e de vasodilatação.

5.- Controle de peso, ajuda você a perder peso

O chá de ginseng ajuda a controlar o apetite e melhora a queima de calorias, aumentando o metabolismo.

As bagas de ginseng também têm ação anti-obesidade e antidiabética, reduzindo os níveis de açúcar no sangue.

Como Tomar Ginseng

Podemos encontrar o ginseng em cápsulas, tabletes, tabletes, pó, extratos, chás ou infusões e cosméticos.

O mais importante é a qualidade do ginseng, visto que existem muitas marcas e muitos tipos diferentes, o importante é que contenham pelo menos 7% de Ginsenósidos.

O ginseng estimula, por isso é aconselhável começar com uma dose baixa e aumentar.

A dose mais comum é de 800 mg / dia , embora possa ser aumentada até esta dose duas vezes ao dia , dependendo das necessidades de cada pessoa, especialmente tendo em conta que pode deixar algo nervoso ou pode aumentar a pressão arterial.

É preferível não tomá-lo por mais de três meses consecutivos.

Porém, por ter ação estimulante, não deve ser tomado junto com outros estimulantes como guaraná, cafeína ou carnitina.

Se quisermos preparar um chá ou infusão , é preferível comprar a raiz de ginseng, e prepará-lo com alguns pedaços de ginseng e água fervente, você pode colocar uma rodela de limão ou algumas folhas de hortelã.

Pode ser combinado com outras plantas , dependendo do efeito, costuma ser combinado com Maca ou Tribulus terrestres, principalmente quando a ação se destina a nível sexual. Com Rhodiola ou Ashwagandha quando você tem estresse e precisa de um suplemento para melhorar a concentração e a memória. Com geleia real para melhorar as defesas.

O ginseng em cosméticos  pode ser útil em cremes anticelulite , pois podem atuar contra os adipócitos e reduzir o edema. Como combustão de gorduras e para reduzir o volume, costuma ser combinado com chá verde e cafeína.

Por isso, normalmente também é recomendado em cremes para o contorno dos olhos , principalmente para o problema das bolsas nos olhos, combinando-o com ginkgo biloba, chá verde e células-tronco vegetais.

Na cosmética facial, por ser tonificante, ajuda a melhorar o tom e a cor da pele, em combinação com a vitamina C.

CONTRA-INDICAÇÕES E PRECAUÇÕES

Nas mulheres, seu uso deve ser controlado devido ao seu conteúdo de fitoestrógenos .

Em pacientes hipertensos, eles podem causar aumento da pressão arterial.

Em pessoas muito nervosas, também pode aumentar o estado de nervosismo.

Também em pessoas que sofrem de insônia , não aconselho. Ou pelo menos não tome depois das 15h.

Sintomas de overdose:

  • Hipertensão, taquicardias
  • Insônia
  • Enxaquecas e dores de cabeça
  • Nervosismo e irritabilidade
  • Boca seca
  • Náusea
  • Diarréia
  • Comichão, vermelhidão da pele, edema da pele
  • Nas mulheres, devido ao conteúdo de fitoestrogênio, pode causar dor nas mamas e até menorréia

Interações medicamentosas:

Eles não devem ser combinados com IMAOs, antidepressivos, inibidores da monoamina oxidase.

Em medicamentos anti-hipertensivos , incluindo bloqueadores dos canais de cálcio.

Com anticoagulantes , como a varfarina ou simplesmente com aspirina, pode causar aumento desse efeito anticoagulante.

Evite a ingestão de cafeína ou outras bebidas ou alimentos estimulantes que possam produzir efeitos colaterais, devemos lembrar que eles contêm cafeína e outras bases xânticas, café, chá e chocolate.

Alguns medicamentos para resfriado e gripe podem ser contra-indicados junto com o ginseng, especialmente se ele contiver vasoconstritores e descongestionantes, como pseudoefedrina ou difenidramina, e outros componentes estimulantes, como codeína e cafeína.

Também não deve ser tomado junto com outros produtos, mesmo que sejam naturais, como kava kava ou erva de São João.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

5 Dicas Básicas para Tênis

Não vou mentir para você … Talvez algumas das dicas básicas de tênis que vou deixar para vocês agora se apliquem ou tenham conhecimento delas, mas tenho certeza de que serão capazes de tirar algo novo com aqui sempre será útil aplicar. Ou assista ao meu vídeo no final do artigo onde falo sobre isso.

Veja também as Raquetes Wilson – Comece bem no tênis

Dicas Básicas para Tênis

1. Seja Consistente

Essa é a pedra angular quando falamos sobre as dicas básicas para o tênis, porque a verdade é que o tênis é um esporte de tentativa e erro. Com isso quero dizer que você deve jogar / treinar corretamente semanalmente para fazer o máximo de repetições possível e assim ser capaz de aperfeiçoar sua técnica . Do contrário, se você não for semanalmente não terá progressão possível, as coisas ficam esquecidas …

O tênis parece simples … mas um estudo afirma que fazer um backhand de duas mãos tecnicamente correto (embora simples) requer um mínimo de 3.000 repetições, sem falar no backhand de uma mão cujo número sobe para 15.000 (5 vezes mais).

2. Treine ao Máximo

Parece óbvio mas não é, de facto, é muito difícil treinar ao máximo toda a sessão por razões óbvias: fadiga, fadiga mental e física, clima, etc.

No mundo do tênis existe uma frase que você tem que saber “Você joga enquanto treina” e aquele amigo … é assim mesmo. Por muitas horas que você treina, se você não treinar 100%, na hora da competição ( partidas de tênis ) você não terá o desempenho esperado.

Não se esqueça de usar roupa e calçado próprio para o ténis , muitas vezes jogamos com uma camisola ou calçado que não é para o ténis mas … “um dia é um dia” e podemos magoar-nos por causa disso.

Você tem que estar muito focado na hora de fazer os exercícios e tentar ser o mais perfeccionista possível na hora de direcionar, repetir ou executar seus golpes, porque eu adianto aquele tiro espetacular que você faz no treinamento, você dificilmente vai executar em uma partida com a mesma tranquilidade.

3. Assistir Muito Tênis

“Uma imagem vale mais que mil palavras …” Quantas vezes já ouvimos esta frase? Milhares e milhares … E é uma grande verdade. Esta é sem dúvida mais uma das dicas básicas para o tênis que posso lhe dar.

Ver você aprender muito não é novidade, portanto, o tênis não é exceção. Você aprenderá padrões de jogo sem perceber, verá como os profissionais atendem, suas orientações, verá situações de tensão e como as resolvem, etc. E tudo isso te ajuda a vivenciar a sensação de quando algo semelhante te acontece em uma partida, tendo a impressão de que você já viveu e sabe o que deve fazer.

3.1 Eu te Desafio a tentar

Há uma coisa que geralmente faço quando assisto aos jogos e sugiro que você também faça.

Quando estiverem jogando o ponto, antes de o jogador bater na bola, diga para onde a bola vai (paralelo, cruzado, esquerda, sobe para voleio).

Surpreendentemente, acerto 95% das vezes, mas quando eu era pequena não dava nada … Experimente e me diga como foi na caixa de comentários comment

4. Seja Decisivo

Esse conselho pode ser aplicado à vida em geral, mas no tênis é vital.

Por que é vital? Eu vou explicar.

É muito importante saber por que estamos fazendo o que fazemos. Quando um tenista está confiante, ele se sente muito mais ousado e tenta arremessos mais arriscados, porque acredita plenamente no que faz. Isso acontece quando sua determinação cresce .

Querer voltar de um jogo , não deixar o jogo escapar , vencer um adversário difícil , melhorar para o campeonato na próxima semana … São todos objetivos válidos que vão acelerar nossa progressão porque você sabe o que tem que fazer , você faz não tenho que pensar mais sobre isso. Você sabe o que tem que fazer e o faz. Então, o corpo empurra muito mais e você fica mais determinado a alcançá-lo . Você vai melhorar com isso, tenho 100% de certeza!

5. Descanse Bem e Coma

Não descubro a América se disser que o tênis é um esporte de alta intensidade, certo? Então você também saberá que, para ter o melhor desempenho possível, é importante estar descansado e com energia.

Dormir 8 horas e comer de forma saudável lhe dará um grande bônus quando for treinar. Você sentirá que pode com tudo e vai empurrar como nunca antes e o mais importante, você vai recuperar rapidamente sua energia para poder continuar a semana normalmente e não parecer um zumbi. Esta é realmente uma das dicas básicas de tênis mais fáceis e eficazes de aplicar.

5.1 Eu te Desafio a Tentar

Nota: Proponho que você dê uma olhada em como nosso corpo funciona (embora não vamos tratar disso aqui) e você vai entender por que eu faço.

Bem, vou contar-lhe como de uma forma geral e sem sofisticação , costumo comer quando tenho dias de treino ou competições.

Suponha que eu tenha a partida / treino às 18h … Na hora do almoço tentarei comer macarrão / arroz ( carboidratos ) com alguma proteína como frango, carne bovina ou peru. Isso nos dará forças para ir com tudo o que treinar, e dificilmente poderemos comer algo mais saudável do que eu vos falei.

À noite para se recuperar, um sanduíche de tortilla com atum ou algo com muita proteína não seria ruim para se recuperar ao máximo para continuar bem a semana.

Bem, o que você me diz? Espero ler seus comentários e podermos discutir como você tem estado! E essas são minhas 5 dicas básicas para você e espero que tenha percebido, agora convido que se alguma delas você não fez, você já tem um novo objetivo, certo?

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

Dicas para escolher os melhores tecidos para decorar a sua casa

Mudar os tecidos da casa, sejam estofados, cortinas e persianas ou roupa de cama, é uma forma fantástica de atualizar a decoração de um espaço interior que se tornou obsoleto.

Porém, a tarefa tem uma certa complexidade, pois é importante saber qual o melhor tecido para cada uso e em cada cômodo. Esses são os critérios que você deve levar em consideração.

Compre agora os seus tecidos na Melhor Loja de Tecidos Online – Qualidade para você

Dicas para escolher os melhores tecidos

Aposte na qualidade

Se está a pensar escolher novos têxteis para a sua casa  (quer seja para estofar o sofá, uma cadeira ou qualquer outra peça de mobiliário, por exemplo), a primeira coisa que deve saber é quanto deve escolher tecidos de qualidade, embora o investimento para realizar é algo superior. Não duvide que valerá a pena: pelo aspecto, pelo toque, pela durabilidade e pelo modo de envelhecimento, opte sempre por bons tecidos, sejam naturais ou sintéticos.

Os tecidos naturais , principalmente o linho e o algodão (com seus diversos derivados como a tela, o cretone, o piqué, etc.), são verdadeiras estrelas em casa. Eles são duráveis ​​e isolantes e são bem mantidos. Lã e seda também são tecidos naturais a serem considerados.

Já os tecidos sintéticos, como o poliéster ou o náilon, são muito práticos, pois são de fácil limpeza, resistem bem aos raios solares e não se deformam.

O estofamento que não decepciona

Não é a mesma coisa escolher um tecido para fazer cortinas do que estofar uma poltrona. É por isso que você deve saber que tipo de tecido vai precisar em cada ocasião.

Se o que procura é um bom estofamento, deve optar por tecidos grossos, resistentes e duráveis, capazes de suportar os esforços a que vão estar sujeitos em determinados pontos como os braços ou o encosto da poltrona ou sofá.

Certifique-se de que o tecido escolhido está bem conservado e limpa sem muitos problemas. Alguns exemplos de tecidos especialmente adequados para estofamento são chenille, microfibra e veludo.

Estilo é a chave

Os tecidos de uma sala, por exemplo, devem ser mais um reflexo do estilo dominante no espaço. Portanto, ao escolhê-los, deve-se garantir que eles se harmonizem com o resto da decoração, seja ela clássica ou contemporânea.

Existem tecidos mais elegantes e outros mais informais. Nesse sentido, estampas e designs têm muito a dizer quando se trata de criar um ambiente aconchegante, mas também original. 

Apostar nas coordenadas e criar contrastes surpreendentes são algumas das estratégias que pode colocar em prática.

Simples ou padronizado?

Não há razão para escolher entre tecidos lisos ou estampados, pois ambos têm lugar de destaque em sua casa. O sucesso dependerá de como você combina os diferentes designs.

Os padrões padronizados oferecem grande poder decorativo, e neutralizá-los com tons lisos dos tons certos pode equilibrar o resultado final. Em termos de designs, existem muitas alternativas excelentes: designs geométricos, padrões florais ou vegetais, impressão animal, etc.

Um conselho

Escolha padrões para pequenas poltronas ou poltronas e tecidos lisos para móveis com mais peso visual, como o sofá.

Obtenha as cores certas

A variedade de cores quando se trata de tecidos para a casa é tão ampla que às vezes fica difícil escolher. No entanto, é aconselhável optar por cores que se harmonizem com o resto da paleta de cores que domina os espaços: móveis, paredes e o resto das superfícies.

Se a sua sala não for muito espaçosa, opte por cores neutras e use com moderação as mais chamativas. Nos quartos é interessante escolher cores frias que proporcionem serenidade e promovam o descanso.

Para enfeitar as janelas

Quer goste de cortinas ou persianas, é importante saber que tipo de tecido é adequado para este uso. Para casas pequenas, o melhor é escolher tecidos leves e simples, em cores claras que não prejudiquem os interiores. Organzas, linhos ou musselina podem ser uma opção interessante.

Se a sua sala for espaçosa, pode combinar uma cortina de luz com uma cortina mais espessa e ponderada em haste dupla para conseguir uma queda elegante. Essa ideia também funciona no quarto. Desta forma, você pode controlar a luz que entra pelas janelas.

No quarto das crianças

Quando os tecidos são para decorar quartos de crianças, eles devem ser escolhidos com certos critérios relevantes. Do ponto de vista estético pode-se apostar em cores alegres e estampas divertidas, mas se pensarmos na praticidade devemos optar por tecidos muito resistentes, fáceis de lavar e não precisam ser passados ​​a ferro.

Perfeito para o ar livre

Os segredos para escolher os tecidos que irão completar e decorar as áreas externas de sua casa merecem um capítulo à parte. Para o terraço, alpendre ou jardim, são necessários tecidos especiais, capazes de ficar ao ar livre e resistir sem se deteriorar à primeira mudança.

Devem ter um tratamento específico que os proteja da ação dos raios solares para que não percam a cor. Também é conveniente que sejam resistentes a manchas e resistam bem à umidade. Desta forma, eles vão durar muito mais tempo perfeito.

Entre os melhores tecidos para áreas externas estão lonas, tecidos de poliéster, acrílicos, tecidos de vinil, etc.

Melhor manutenção

Uma das premissas que você deve ter na hora de escolher os tecidos para sua casa é que eles tenham uma boa manutenção e limpeza. 

Se possível, podem ser lavados na máquina (quando não for estofamento, por exemplo). Siga sempre as instruções do fabricante que estão especificadas nas etiquetas e trate seus tecidos com cuidado, lavando-os em ciclos curtos e de preferência em temperatura baixa.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

7 Dicas ao Escolher o Melhor tipo de Sapatos de Basquetebol

Quando se trata de calçados esportivos, não é suficiente se concentrar nos calçados mais modernos e da moda do mercado, mas escolher um calçado que seja útil e evite que você se machuque durante o treino. Existem fatores vitais que você precisa considerar para obter o par certo que pode otimizar seu desempenho atlético.

Confira agora o incrível jordan 4 preto – Tênis de Basquete de Alta Qualidade

7 dicas para ajudá-lo a escolher os melhores tênis de basquete

Conforto

Não importa se um par de chutes está sendo comercializado como o calçado mais confortável do planeta, importa apenas como você o encontra como usuário. Com base na experiência atlética de Jesse Parker , o conforto depende das preferências e gostos de cada jogador. É por isso que é essencial experimentá-los primeiro e certificar-se de que não parecem um tijolo em seus pés, limitando sua mobilidade.

O conforto é uma combinação de um bom ajuste, bom equilíbrio, amortecimento e suporte suficientes, bem como materiais de alta qualidade. É por isso que é importante certificar-se de que os sapatos se adaptam bem à forma e tipo dos seus pés e que se adaptam às suas necessidades. 

Apoiar

Uma das dicas mais importantes na hora de comprar um par de sapatos é certificar-se de que ele lhe dá suporte suficiente para realizar seus exercícios, sem forçar os tornozelos, joelhos ou articulações. Se um par de sapatos não tiver um travamento forte da ponta do pé ao calcanhar, você pode facilmente se machucar, tornando o suporte um critério vital ao escolher um par de tênis. 

Funcionalidade

Há um motivo pelo qual há um par de tênis para caminhada, corrida, treinamento, basquete, boxe e muitos outros. A razão é que cada par é desenhado levando em consideração a funcionalidade do calçado , bem como a ergonomia do pé de acordo com o movimento naquele esporte.

Assim, o calçado é desenhado com características suficientes para se adequar a essa função, sendo um aspecto importante a considerar na compra de um par de calçado desportivo. 

Peso

Dependendo do tipo de esporte que você vai praticar, o peso dos sapatos pode afetar seu desempenho. Você pode descobrir que quanto mais leve o calçado, mais rápido você se torna, o que o torna essencial para tênis de corrida, ou que o calçado mais pesado oferece mais suporte, sendo uma ótima forma de proteção em outros esportes. 

Amortecimento

Um dos aspectos mais importantes a se considerar ao escolher os calçados esportivos certos é a quantidade de amortecimento que o par de calçados tem, de acordo com o usuário em questão. O amortecimento é a parte do calçado que protege os pés do impacto direto com o solo, reduzindo a quantidade de danos aos pés que suportam quando em contato com superfícies duras, principalmente durante o salto e a aterrissagem.

Existem muitos tipos diferentes de amortecimento e a maioria das marcas concentra-se no amortecimento, para garantir a segurança dos seus pés. No entanto, é necessário ler as avaliações e certificar-se de que o par de sapatos tem amortecimento suficiente para manter os pés fora de perigo. 

Use as Meias Certas

As meias podem fazer toda a diferença na definição não só do conforto dos sapatos, mas também do caimento. As meias esportivas geralmente são muito mais grossas e dão um pouco mais de apoio aos pés, tornando mais realista decidir se o ajuste é bom ou não ao usar o par de meias certo.

Você também pode descobrir que as meias certas fornecem conforto extra com o atrito que oferecem, permitindo que você tenha uma sensação real do ajuste e conforto do sapato para que você possa tomar uma decisão melhor. 

Experimente os sapatos no Final do Dia 

Depois de caminhar muito, você pode descobrir que o tamanho dos pés mudou devido ao inchaço. Ao fazer compras no final do dia, você se deu tempo suficiente para garantir que os sapatos que comprou se ajustem bem aos seus pés inchados e não acabem tendo calçados esportivos apertados que não servirão para seu propósito . 

É fácil se distrair com os últimos lançamentos de marcas conhecidas, cores, materiais e designs modernos que fazem os calçados esportivos parecerem realmente atraentes.

No entanto, é essencial certificar-se de que o par de tênis esportivos que você decidir comprar não será apenas um par que chamará a atenção das pessoas, mas também servirá bem a seu propósito em termos de conforto, ajuste e funcionalidade. Com as dicas acima, você garantirá que escolheu o par de tênis esportivos mais adequado para seus pés.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

O que é transtorno bipolar?

O transtorno bipolar (anteriormente conhecido como doença maníaco-depressiva) é uma doença mental crônica caracterizada por mudanças mais ou menos drásticas no humor . Determina a qualidade de vida de quem a sofre e, muitas vezes, interfere no seu funcionamento diário, tanto no ambiente acadêmico e de trabalho, quanto no âmbito familiar e social.

Essas mudanças de humor não são devidas a estímulos ou causas externas -embora possam atuar em algumas ocasiões, como gatilhos-, mas se originam porque os mecanismos que regulam o humor estão alterados e a pessoa perdeu o controle sobre seu humor.

Isso o leva a experimentar períodos em que sente uma euforia exorbitante (mania), que são seguidos por outros pacientes deprimidos ou mistos . Frequentemente, um dos dois estados – maníaco ou depressivo – predomina sobre o outro, embora ambos tendam a se alternar com períodos de alguma normalidade.

O que é Bipolar – A FEPO te ajuda e esclarece mais ainda o assunto para você.

Quem é afetado?

O transtorno maníaco-depressivo afeta pessoas de todas as idades. De acordo com estudos recentes, parece que a idade de início do episódio maníaco é claramente menor nos homens do que nas mulheres, ou seja, se manifesta mais cedo neles. 

O transtorno bipolar geralmente começa por volta da adolescência ou no início da juventude e continua ao longo da vida, embora pareça haver uma diminuição no risco de início após os 50 anos. É uma doença relativamente frequente e pode-se afirmar que, em geral, conforme mencionado no Guia de Prática Clínica do Transtorno Bipolar 2012, publicado pelo Ministério da Saúde, entre 3% e 6% da população desenvolvem algum tipo de doença. forma de bipolaridade.

Felizmente, apesar de ser um transtorno crônico, é uma das doenças mentais mais tratáveis , seja por meio de medicamentos, psicoterapia ou outras estratégias terapêuticas como complemento ou quando as anteriores falham.

Quais são suas causas e fatores de risco?

A causa exata dessas alterações de humor típicas do transtorno bipolar é desconhecida, mas podemos dizer que, em termos gerais e resumidamente, o transtorno bipolar é considerado o resultado da combinação de uma série de fatores genéticos, psicológicos e bioquímicos.

Em relação aos fatores genéticos, parece que a hereditariedade pode desempenhar um papel importante. Embora a conexão genética não tenha sido comprovada, Mental Health America (MHA) afirma que, de acordo com diferentes estudos, 80% a 90% das pessoas com transtorno bipolar têm parentes com alguma forma de depressão. Outra hipótese é que a tendência ao desenvolvimento da doença poderia ser hereditária, ou seja, uma predisposição, que posteriormente poderia ser desencadeada por fatores ambientais.

Por outro lado, outras pesquisas sugerem que o transtorno bipolar pode ser causado por um desequilíbrio bioquímico , causado, por sua vez, pela produção irregular de hormônios e mudanças nas concentrações de neurotransmissores cerebrais – substâncias químicas no cérebro que atuam como mensageiros.

Fatores psicossociais, como eventos negativos na vida ou estressantes , que parecem estar associados tanto ao desenvolvimento dos sintomas iniciais quanto às exacerbações subsequentes, também podem estar envolvidos como desencadeadores .

Da mesma forma, o transtorno bipolar pode ser desencadeado por outros fatores, como algumas   doenças orgânicas, alterações no ritmo vigília-sono, o uso de alguns medicamentos (corticosteróides, certos antidepressivos …) ou o consumo de drogas como álcool, cocaína ou anfetaminas .

Que sintomas caracterizam as fases do transtorno bipolar?

O transtorno bipolar é caracterizado por períodos alternados de mania ou euforia, que geralmente duram duas semanas e quatro a cinco meses, com outros períodos ou episódios depressivos, que duram aproximadamente seis meses.

A duração do ciclo é variável e também a frequência e o número de vezes dos episódios. Por exemplo, alguns portadores de transtorno bipolar podem experimentar alguns durante a vida, enquanto outros podem ter uma forma de ciclagem rápida e quatro ou mais ciclos em um único ano.

Outros quadros de transtorno bipolar são de um tipo misto e caracterizam-se por combinar simultaneamente sintomas maníacos e depressivos.

Essa doença mental geralmente começa com uma fase em que os sintomas são mais agudos, seguida por outras de remissões e recaídas. Deve-se observar também que apenas uma pequena parte das pessoas com transtorno bipolar alterna episódios de mania e depressão em cada ciclo, uma vez que, na maioria dos pacientes , um dos dois estados predomina no mesmo ciclo.

A seguir, conheceremos as características e sintomas que definem os diferentes episódios que podem ser encontrados nas variedades clínicas do transtorno bipolar:

1. Mania: este humor, caracterizado por euforia, permanece persistentemente elevado por entre duas semanas e quatro a cinco meses e é acompanhado por aumento de energia e hiperatividade. Auto-estima e confiança exageradas, menos necessidade de dormir , mais falante do que o normal, atividade mental acelerada, fuga de cérebros, facilidade de se distrair, comportamento agressivo e irritabilidade extrema também podem ocorrer .

Nesse episódio de mania também pode haver negação do problema, negligência com a aparência física ou uso de roupas extravagantes, além do abuso de drogas – principalmente cocaína -, álcool e drogas para dormir.

As pessoas que se encontram neste estado podem ter dificuldade para desempenhar suas funções no ambiente doméstico, acadêmico ou de trabalho. No entanto, sentindo-se energizados, eles tendem a pensar que estão em seu melhor estado de espírito. Isso, combinado com um maior nível de atividade, pode levar a comportamentos de alto risco , que podem ter consequências graves. Por exemplo, compras compulsivas, esportes perigosos, projetos de trabalho excessivamente ambiciosos, investimentos financeiros imprudentes ou atividade sexual promíscua.

Nos casos mais graves (psicose maníaca), as pessoas em estado maníaco podem apresentar sintomas psicóticos, como delírios ou alucinações do tipo persecutório ou megalomaníaco (ideias grandiosas sobre si mesmo, como ter poderes ou ter uma missão importante a cumprir). Às vezes, esses sintomas podem ser difíceis de diferenciar dos da esquizofrenia.

2. Hipomania: Esta é uma variante moderada ou menos extrema da mania, com duração de pelo menos quatro dias. Seus sintomas são semelhantes, mas de menor intensidade e entre eles seriam encontrados pelo menos três dos sintomas que definem o episódio de mania segundo a classificação MDE (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, DSM-IV por sua sigla em inglês) utilizada para transtornos mentais.

Nesse episódio de hipomania, o humor está elevado e também há aumento da atividade e menor necessidade de sono . Algumas pessoas funcionam muito bem neste período, o que as leva a não quererem sair desse estado de espírito e a negar o problema. Em outros pacientes, entretanto, a hipomania causa distração fácil e grande irritabilidade.

3. Depressão: Embora algumas pessoas experimentem períodos de humor e comportamento normais após um estágio maníaco (humor eutímico), a fase depressiva acabará ocorrendo em muitos casos. Para que assim seja, é preciso ter em mente que se trata de um humor deprimido que dura a maior parte do dia e pode durar até seis meses. Esta fase é caracterizada por uma perda de interesse em todas ou quase todas as atividades diárias, incluindo a atividade sexual.

Outros sintomas possíveis são cansaço ou perda de energia, além da sensação de estar mais lento; ansiedade, apatia e pessimismo ; aumento ou perda de peso ou apetite; distúrbios do sono, como insônia ou um aumento da necessidade de sono (hipersonia); inquietação e irritabilidade; sentimentos de culpa ou inutilidade; capacidade reduzida de concentração ou tomada de decisões; dor crônica ou outros sintomas não causados ​​por doenças físicas; sentimentos de desesperança ou pessimismo para ideias recorrentes de morte ou suicídio. Na verdade, também pode haver tentativas de suicídio.

E, como aconteceu na fase maníaca, se um episódio depressivo for muito grave, sintomas psicóticos, como alucinações, podem surgir ou ser piores do que qualquer pessoa, extraordinariamente culpada ou mesmo pensar que deixaram de existir.

4. Episódios mistos: um episódio é considerado misto quando combina sintomas maníacos e depressivos . Por exemplo, a pessoa pode apresentar ao mesmo tempo hiperatividade, desânimo, irritabilidade, insônia e ideias de culpa.

Nesse caso, o prognóstico costuma ser pior do que no caso de estado maníaco ou hipomaníaco puro. Além disso, o risco de suicídio durante as fases mistas é muito maior.

Que tipos de transtorno bipolar existem?

Dependendo dos episódios que prevalecem, os transtornos bipolares podem ser de vários tipos. Todos eles envolvem as mudanças de humor, energia e níveis de atividade que vimos antes. Normalmente, a maioria dos transtornos bipolares pode ser classificada em:

  • Transtorno bipolar I: inclui pelo menos um episódio maníaco completo que dura pelo menos sete dias e interrompe a função social e profissional normal da pessoa que sofre ou requer cuidados hospitalares, bem como, geralmente, episódios depressivos, que geralmente duram pelo menos duas semanas. Também podem ocorrer episódios mistos que, como vimos, se manifestam com sintomas depressivos e maníacos ao mesmo tempo.
  • Transtorno Bipolar II: Episódios depressivos maiores ocorrem com pelo menos um episódio hipomaníaco, mas não há fases maníacas completas. Não é uma forma mais branda, mas também está associada a uma grande limitação das funções do paciente.
  • Transtorno bipolar ou ciclotímico não especificado: são aqueles que apresentam características bipolares, mas não coincidem com nenhuma das categorias anteriores. No entanto, de acordo com algumas diretrizes, hoje é considerado um transtorno do humor independente do transtorno bipolar. Outros transtornos bipolares relacionados e especificados: esta categoria se refere àqueles com sintomas de transtorno bipolar que não coincidem com nenhuma das categorias reconhecidas.

Quais são as consequências desta doença mental?

O transtorno bipolar é considerado uma doença grave, que muitas vezes tem um impacto muito negativo na saúde do paciente. Segundo dados do Guia de Prática Clínica do Ministério da Saúde, as pessoas em tratamento bipolar apresentam taxas de mortalidade por qualquer causa mais elevadas do que a população em geral. Isso se deve tanto a fatores de estilo de vida associados ao distúrbio – que geralmente incluem uso e abuso de drogas – quanto a taxas mais altas de hipertensão, obesidade, tabagismo ou doenças pulmonares, entre outras condições.

Independentemente do exposto, a probabilidade desses pacientes morrerem por suicídio é 15 vezes maior do que na população em geral – estima-se que entre 7% e 15% dos pacientes com transtorno bipolar se suicidem, segundo a mesma fonte.

Além disso, como já mencionamos, a maioria das pessoas com diagnóstico dessa doença vivencia dificuldades no trabalho ou nas relações pessoais . O transtorno maníaco-depressivo também é uma das principais causas de deficiência.

Como o transtorno bipolar é tratado?

Por tudo isso, o tratamento do transtorno bipolar é imprescindível tanto para controlar os sintomas das fases maníaca e depressiva quanto para manter o humor do paciente estável por longos períodos e, assim, aumentar a qualidade de vida no dia-a-dia do paciente.

A principal linha de tratamento é baseada na administração de medicamentos, que devem ser prescritos por um psiquiatra . Geralmente, os medicamentos estabilizadores do humor são usados ​​no início. Um dos mais conhecidos e mais usados ​​é o lítio , que pode ajudar a reduzir a gravidade dos episódios de humor, caso apareçam, ou até mesmo impedir que apareçam. Seus níveis devem ser controlados de perto e periodicamente pelo médico, já que um excesso de sangue pode ser tóxico e um baixo, ineficaz. Às vezes, dependendo dos sintomas, é necessário adicionar outros, como antidepressivos, antipsicóticos ou outros para facilitar o sono ou diminuir a ansiedade.

Além disso, a psicoterapia é uma parte vital do tratamento do transtorno bipolar . Pode ser feito individualmente, em família ou em grupo e as opções são diversas: terapia interpessoal, terapia do ritmo social, terapia cognitivo-comportamental ou psicoeducação, por exemplo.

Quanto às outras estratégias de tratamento , podemos citar a eletroconvulsoterapia, utilizada em alguns casos graves, quando os tratamentos anteriores falharam e é necessária uma melhora rápida ou a situação em que o paciente se encontra é potencialmente fatal. Por outro lado, a prática regular de exercícios físicos auxilia no combate à depressão e ansiedade e promove o sono profundo, enquanto a manutenção de um diário que contemple a evolução da doença pode auxiliar tanto o paciente quanto o médico para um melhor acompanhamento e um melhor ajuste do tratamento.

10 dicas para viver com transtorno bipolar

Alguns hábitos saudáveis ​​e mudanças no estilo de vida podem ajudar a reduzir os sintomas e aumentar a qualidade de vida de uma pessoa com diagnóstico de transtorno bipolar:

  1. Estabeleça rotinas equilibradas para dormir, comer e se exercitar.
    Estabeleça horários regulares para cada uma dessas atividades e faça um esforço para respeitá-las, pois a disciplina reduz o risco de recaídas e a estabilidade aumenta o equilíbrio da pessoa. Se você tiver problemas para dormir, pergunte ao seu médico como corrigi-lo.
  2. Coma uma dieta balanceada.
    Tente evitar dietas rígidas e passar fome, pois isso pode aumentar sua ansiedade, o que acarreta o risco de um novo desequilíbrio no seu humor.
  3. Faça exercícios moderados.
    Praticar 20 minutos de exercícios moderados três vezes por semana beneficia o seu humor. Faça-o seguindo o horário normal e sem ultrapassar o limiar de fadiga.
  4. Aprenda a reduzir o estresse.
    Irá ajudá-lo a gerir as suas tarefas e ocupações quotidianas: procure organizar-se e manter o equilíbrio entre o trabalho, o lazer e as relações familiares e sociais, uma vez que o excesso de actividade pode desencadear episódios. Aprenda a relativizar problemas e manter a calma em situações difíceis. Procure também evitar conflitos e discussões desnecessárias e também reserve momentos do seu dia a dia para realizar atividades que você goste e entretenha. Outra opção é curtir a natureza com a maior freqüência possível.
  5. Abandone o álcool e as drogas.
    Eles podem atuar como gatilhos para novos episódios. Se você tiver dificuldade em deixá-los sozinhos, peça ajuda.
  6. Não pare a medicação.
    Nem mesmo se você se sentir melhor, já que a retirada repentina dos medicamentos ou seu uso sem supervisão médica aumenta muito o risco imediato de recaída. Consulte seu médico antes de tomar medicamentos prescritos por outro especialista ou sem receita, pois eles podem interferir no seu tratamento ou agir como gatilhos para novos episódios.
  7. Observe a si mesmo.
    Invista esforços para se tornar um especialista em sua doença, aprenda a controlá-la e reconhecer os sinais que o alertam de que seu humor está começando a ficar fora de controle. Dessa forma, você pode relatá-los ao seu médico. Manter um registro diário de seu humor pode ajudá-lo a conseguir isso, o que o ajudará a identificar quais fatores em sua vida diária contribuem para o controle da doença e quais não.
  8. Crie e mantenha relacionamentos pessoais saudáveis.
    Procure cercar-se de pessoas que exercem uma influência positiva e busque o apoio, quando necessário, de seus amigos e familiares. Confie neles se eles detectarem o início de novos episódios, eles podem fazer isso antes de você.
  9. Não tome decisões importantes em períodos de recaída ou sem estar recuperado.
    Depressão e euforia não são bons conselheiros para tomar decisões sensatas. Nesses momentos de recaída, pode ser bom ter uma pessoa de confiança e estabelecer um plano para ajudá-lo a fazer a escolha mais adequada para você.
  10. Junte-se a um grupo de apoio.
    É uma boa ideia porque permitirá que você compartilhe suas experiências e conheça as de outras pessoas e obtenha informações sobre sua doença.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

Como consultar limite do cartão Besni

Como Consultar o Limite do Cartão Besni?

Se você não sabe como consultar limite do cartão Besni, esse artigo é para você.

Sabemos que não são todas as pessoas que tem fácil acesso a internet e outras possuem certas dificuldades em mexer com a mesma.

Com nossas dicas de hoje, você vai conseguir consultar o limite do seu cartão de crédito facilmente.

Esse texto não é somente para você que já tem experiência em lidar com a internet, mas também para aquelas pessoas que têm dificuldades.

É muito importante estar sempre atento ao limite do cartão já que, quando passamos do permitido os problemas começam a aparecer e não é isso que queremos. Muitas pessoas se atolam em dívidas de cartões e sair dela depois é muito complicado.

Mas não se preocupe, se você não tem como consultar o limite do cartão de crédito da Besni, nós vamos te mostrar neste artigo.

Confira!

Loja Besni

É essencial saber Como consultar limite do cartão Besni para ter uma melhor organização das suas contas.

Mas para você que não conhece as lojas Besni, veja um pouco sobre uma das maiores lojas de varejo de moda em SP.

Criada em 1966, a Besni é uma das maiores redes de varejo como dito acima. A mesma conta com diversas lojas localizadas na região metropolitana de São Paulo e no litoral paulistano.

A lojas conta com vários produtos de linhas diferentes na qual satisfaz todos os clientes desde o menos até o mais exigente.

Em primeiro lugar está seu cliente, esse é o foco da Besni. Pensando na facilidade dos seus clientes, a mesma disponibiliza um cartão de crédito que possibilita ao cliente comprar parcelado e ainda trazer benefícios ao usá-lo.

E se você tem interesse em adquirir um cartão, logo mais vamos te mostrar como pedir o seu.

Como Consultar Limite do Cartão de Crédito das Lojas Besni

Chegamos então na parte importante desse artigo que é saber Como consultar o limite do cartão Besni.

Acompanhe o Passo a Passo e veja como é simples:

1 Passo

Acesse o site da Besni neste link https://cartaobesni.com.br/

2 Passo

Após carregar a página do site, clique em “Fatura Digital” na parte superior do site;

3 Passo

Agora, insira o CPF do titular e clique em “Acessar”.

Feito isso, você terá acesso a plataforma com vários serviços disponíveis para consulta.

Os serviços mais importantes dentro do site agora será possível acessar, como por exemplo:

  • Receber a fatura Besni por e-mail ou SMS
  • Consultar a 2a via da fatura do cartão de crédito
  • Transações de compras e lançamentos, saldo, extrato, limite

Se é o limite que você deseja consultar, basta acessar e consultar todo seu extrato com gastos do cartão e checar o limite disponível.

Se ainda tiver dúvidas, a melhor maneira de resolver é entrando em contato com a Central de Atendimento da Besni por e-mail.

E-mail Sac Besni: faleconosco@lojasbesni.com.br

Como Fazer o Cartão de Crédito Besni

Se você está aqui porque deseja ter um cartão de crédito da Besni, confira como fazer o pedido.

  • Vá até uma loja Besni
  • Apresente RG e CPF
  • Leve um comprovante de renda e endereço
  • Ter acima de 18 anos

Agora, resta aguardar a análise da equipe responsável. Em caso de aprovação, o solicitante já poderá fazer o uso do cartão.

A anuidade da fatura só é cobrada em meses que o cliente utiliza o cartão de crédito.

Os benefícios do cartão são diversos, com o mesmo aprovado o cliente consegue ter até 40 dias para pagar suas compras, parcelar em até 6x sem juros e sem entrada, cartões adicionais, fatura digital entre outros.

Telefone Lojas Besni

Em conclusão, se ainda restam dúvidas, não há outra opção a não ser ligar para os canais de atendimento.

Lembrando que não temos vínculo com a loja em questão, portanto, não temos o poder de solucionar qualquer tipo de problema, apenas a Besni.

  • Telefone da Besni: (11) 3357 0500
  • SAC Besni: 0800 555 399

Por fim, compartilhe esse artigo!

5 dicas e conselhos para ser uma empresa sustentável

Ser uma empresa sustentável , mais do que uma reivindicação publicitária, é uma meta séria e muito ambiciosa. Já explicamos em um artigo os tipos de sustentabilidade que existem e ficou bem claro que sustentabilidade é um conceito amplo e complexo, embora normalmente seja usado de forma muito leve.

Uma verdadeira estratégia de sustentabilidade empresarial deve ser coerente e consistente. No entanto, não vamos entrar em pânico! Muitas empresas têm demonstrado que implementar esse tipo de plano é perfeitamente compatível com a obtenção de alta lucratividade.

Neste artigo queremos contar tudo o que você precisa saber para inserir a sustentabilidade no DNA da sua empresa.

Características de uma empresa sustentável

O que significa para uma empresa ser sustentável? É verdade que a resposta tem muito a ver com responsabilidade ambiental e corporativa, mas não é a mesma. São conceitos diferentes e interligados, mas a sustentabilidade vai além.

Quais são os benefícios de uma empresa sustentável? Bem, a verdade é que eles são muito numerosos. Às vezes, cometemos o erro de pensar que uma empresa que defende a sustentabilidade será, portanto, menos lucrativa. Não deve ser visto, longe disso, como um voto de pobreza. Afinal, somos empresas, e negar a busca pela lucratividade seria um absurdo.

Como ser uma empresa sustentável? 5 dicas básicas

Vamos dar 5 dicas práticas para que você saiba como fazer uma empresa sustentável e sustentável.

1) Escolha bem seus colaboradores

Selecionar bem os fornecedores e demais colaboradores com quem vamos trabalhar é fundamental. O fato de estes também possuírem os valores de uma empresa sustentável nos ajudará a alcançar a coerência e nos dará muita inspiração.

Existem redes como a Economia Social e Solidária ou a Economia do Bem Comum que já se pretendem uma alternativa real e em larga escala.

2) Gerenciar seus recursos

Se a sua empresa fabrica e comercializa mercadorias, deve zelar pela qualidade das suas matérias-primas : condições de produção, condições de transporte, gestão dos materiais quando se transformam em resíduos …

É importante também ter certeza de que, na produção anterior processos, foram-lhes garantidas condições de trabalho dignas Caso não seja possível comprar os materiais em sua localidade, uma opção é recorrer ao comércio justo.

E se você considerar a incorporação dos princípios do design sustentável em seu negócio?

Outro aspecto a ter em conta é que, embora quando falamos em ‘recursos’ tendamos a pensar em materiais, não podemos ignorar os recursos energéticos. Se a sua empresa é prestadora de serviços, também pode gerir os seus recursos de forma sustentável poupando energia: desligue equipamentos que não estão a ser utilizados, aproveite a luz solar, faça uso responsável do ar condicionado ou do aquecimento …

Outros recursos para gerir são embalagens e recursos humanos e monetários. Lembre-se de que cuidar de seus funcionários e não tomar empréstimos excessivos também é sustentabilidade.

3) … E também o seu lixo

Em primeiro lugar, você deve lembrar que seguir a regra 7R é essencial porque, sem seguir o ponto 2, acertar no ponto 3 vai ser complicado.

Não nos cansaremos de dizê-lo: o melhor resíduo é aquele que não é gerado!

Se é inevitável gerar lixo em seu modelo de negócio, você terá que se esforçar para aprender a administrar o lixo de maneira adequada. Você já sabe que, dependendo da natureza da sua empresa e do tipo de resíduo que ela gera, terá que seguir um protocolo diferente.

4) Faça educação ambiental

Treinar nossos funcionários para integrar os valores de uma empresa sustentável em seu comportamento diário é um ponto muito importante.

Se você está implementando o teletrabalho, é provável que seja muito mais complicado, pois não podemos entrar em suas vidas privadas. No entanto, podemos organizar treinamentos ambientais de vez em quando que os sirvam para o seu desenvolvimento profissional, mas também pessoal.

5) Rastreie sua pegada de carbono

Mais e mais tipos de organizações começaram a fazer um registro da pegada de carbono .

O que você pode fazer é escolher um ano base, escolher uma calculadora e fazer de uma forma mais amadora. Nesses casos, o mais normal é começar a medir a pegada em uma área específica, como viagens de negócios.

A ideia seria coletar informações sobre todas as viagens realizadas no ano base (meio de transporte, km percorridos etc.) e tentar reduzir as emissões a partir dessa referência. Algumas das ações a serem realizadas seriam compartilhar um carro, escolher um meio de transporte mais limpo, aproveitar mais as viagens ou fazer um formato online quando viajar não for imprescindível.

Outra opção é terceirizar o cálculo da pegada de carbono e ter uma consultoria ambiental como a nossa para fazer isso.

Dicas extras para empresas sustentáveis

Caso nosso conselho o tenha ajudado a trabalhar, damos essas 5 últimas dicas para que você possa seguir em frente em seu caminho para um negócio sustentável.

  • Menos folhetos e mais Internet. Se você precisa anunciar algo, aproveite o potencial das mídias sociais. Vai ter mais impacto e você vai mandar menos lixo para o planeta. Claro, também estamos cientes do gasto de energia que fazemos.
  • Obtenha um certificado de empresa sustentável. Ter uma certificação será o que fará a diferença para que seus clientes saibam que você é sério e que o seu não é greenwashing .
  • Use garrafas de vidro e água da torneira. Muitas vezes, um gesto tão simples pode economizar enormes custos ambientais e monetários.
  • Elimine o ‘uso único’ em geral. Você pode aplicar isso mudando para embalagens sustentáveis ou adquirindo embalagens compostáveis ​​para eventos de sua empresa.
  • Use o senso comum. Não é tão difícil: não endivide sua empresa ou o planeta e tudo correrá bem.

Esperamos ter ajudado você a internalizar os fundamentos de uma empresa responsável e sustentável e inspirado você a seguir em frente. Que tal desenvolver um plano de sustentabilidade sob medida para sua empresa? Se precisar de ajuda, você sabe onde estamos.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

Como você escolhe o tênis de corrida certo?

Um tênis de corrida de boa qualidade, que absorva o impacto e proteja os pés confortavelmente: isso é muito importante para os corredores.

Quer você seja um iniciante ou um corredor experiente, é essencial reservar um tempo para fazer compras para encontrar o tênis de corrida certo. Escolher o modelo certo de calçado esportivo é a chave para evitar lesões.

Aqui estão algumas dicas a serem consideradas para ajudá-lo a fazer a escolha certa.

Confira agora os Melhores Tênis Nike Air Max do Mercado

Dicas para escolher o tênis de corrida certo

Tamanho do tênis de corrida

Tenha cuidado para não escolher um modelo de calçado desportivo muito apertado para o seu pé.

Não selecione um calçado muito grande, caso contrário, você obterá bolhas ao correr.

Lembre-se de que, durante a corrida, seu pé incha e tende a crescer vários milímetros. Se o seu pé tocar a ponta do sapato, você pode danificar as unhas dos pés.

Portanto, certifique-se de selecionar o tamanho certo: nem muito grande nem muito estreito.

Peso x o estilo do tênis de corrida

Com base em um determinado peso, é importante escolher diferentes modelos de calçados. Na verdade, o choque que seu pé suporta durante a corrida varia de acordo com seu peso. Portanto, o calçado deve ser capaz de absorver o impacto gerado.

Se você pesa mais de 175 libras, é recomendável escolher um calçado com mais amortecimento no calcanhar e antepé. Seu IMC (Índice de Massa Corporal) é um bom indicador do modelo a ser escolhido. Em alguns casos, se um corredor for muito obeso, às vezes é recomendado selecionar outra opção diferente de correr para começar a voltar à forma.

Não hesite em pedir conselhos a um podólogo sobre o tipo de modelo mais adequado para você.

Escolha tênis de corrida (e nada mais)

O melhor tênis de proteção para corredores é sempre um tênis de corrida.

Para evitar lesões, é importante escolher calçados projetados especificamente para corrida e não para várias outras atividades. Portanto, calçados poliesportivos não são recomendados para corredores. Eles não têm uma resistência ao impacto tão boa quanto um calçado projetado exclusivamente para corrida.  

Opte pelo conforto dos pés

Um bom tênis de proteção para corrida também deve ser confortável para os pés.

Esqueça a marca ou o estilo do sapato. O critério mais essencial deve ser o conforto dos pés. Isso garantirá que você se sinta confortável, minimizará o risco de lesões e desenvolverá hábitos de corrida adequados.

Uma dica rápida: experimente o calçado com um par de meias que normalmente usa para correr. Se você se sente confortável, provavelmente escolheu um bom modelo de tênis para correr.

Seu podólogo pode ajudá-lo a escolher o tênis de corrida certo

Obtenha os melhores conselhos ao escolher seus tênis de corrida. Independentemente do seu nível de saúde ou experiência de corrida, o seu podólogo é o especialista ideal para fornecer conselhos adequados ao comprar sapatos.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.