As vantagens de aprender um instrumento musical

Todos nós consideramos aprender instrumentos musicais. Depois de decidir, no entanto, temos que pesar os contras e os prós, imaginando se esse novo hobby valeria a pena investir nosso precioso tempo.

Aqui, tento ajudá-lo a tomar a decisão informando sobre alguns benefícios que o aprendizado de um instrumento pode trazer. O cavaquinho é um instumento muito interessante de aprender, confira mais.

Células cerebrais trabalhando duro

Para aqueles de vocês cujos pais se opuseram a você “desperdiçar seu tempo” em instrumentos de aprendizagem, este é para você. Foi dito que tocar instrumentos musicais estimula seu cérebro. Jogar regularmente resulta em um bom desenvolvimento da memória e da capacidade de concentração, o que, por sua vez, pode ajudar seus estudos.

Também é conhecido por ajudar nas habilidades de coordenação que também o ajudarão nos esportes. Se seus pais ainda tiverem problemas, diga a eles que Einstein gostava muito de música.

Apenas outra maneira de relaxar

Foi comprovado que a música diminui a frequência cardíaca, a pressão arterial e os hormônios indutores de estresse. Tem um enorme efeito sobre o humor e as emoções que podem ser agradáveis ​​após um longo e árduo dia de trabalho. Agora você pode relaxar com uma bebida gelada e um instrumento de sua escolha, após o qual você pode ir para a cama uma pessoa mais feliz e relaxada.

Aprender um instrumento resulta em tornar as pessoas confortáveis ​​com a auto-expressão. O que significa que você se torna um pouco confortável com quem você é. Você começa a se sentir cada vez mais confortável com um público, que eventualmente crescerá em tamanho, o que, por sua vez, ajudará sua confiança a crescer também.

E vamos lá, imagine ser o garoto legal que pode tocar músicas doentias em seus instrumentos. Você estaria virando cabeças para a esquerda, direita e centro.

Paciência, paciência, paciência

Dominar um instrumento requer muita prática. Haverá dias em que você sentirá que esqueceu o que aprendeu ontem ou simplesmente não consegue pegar a música que deseja. Bem, você logo aprenderá que é preciso muita paciência. Atenha-se a ele, e você vai conseguir eventualmente. Isso ajuda a construir sua paciência para outras situações da vida.

Disciplina

Se você realmente quer aprender um instrumento, precisa gastar tempo regularmente aprendendo. Você tem que arranjar tempo para isso em suas rotinas diárias de maneira disciplinada. É difícil aprender qualquer coisa sem disciplina.

No final, você tem tanto a aprender escolhendo tocar um instrumento, que você pode tentar. Divirta-se aprendendo e adquirindo todos esses benefícios que vêm com ele!

Um convidado, uma festa e um jeito de se portar.

É preciso seguir algumas regras que tornem a vida mais suportável, mais harmoniosa e talvez, por que não, mais tolerante.

Um convidado correto.

Abra o correio e, oh! que surpresa, ele recebe um convite . A partir desse momento, a maquinaria das chamadas “normas sociais” ou “boas maneiras” deve ser acionada. Essas regras que tornam a vida mais suportável, mais harmoniosa e talvez, por que não, mais tolerante.

Estamos falando de comportamento educado. Sem regras exageradas e pomposas ou normas vencidas que apenas tornariam nossas vidas rígidas.

O primeiro. Responda ao convite, aceitando ou recusando sua participação no evento para o qual foi convidado. Quanto antes as respostas forem feitas, melhor , pois os anfitriões têm mais tempo para realizar as ações ou mudanças que considerarem adequadas. Geralmente é respondido pelo mesmo meio que o convite foi recebido, a menos que outra opção seja indicada nele.

Trajes. Caso o convite não indique nada nesse sentido, você tem relativa liberdade para escolher a roupa que deseja, sempre obedecendo aos critérios que regem o bom gosto e o bom senso. Você tem que se vestir de acordo com o evento , na época em que é comemorado e na época do ano em que é. Em caso de dúvida, você pode perguntar aos anfitriões sobre a “etiqueta” do evento. Lembre-se, se for um casamento, não tente destacar mais do que o próprio casal. Uma coisa é se vestir bem e outra é querer ser o centro das atenções. Não estrague o dia deles.

Chega o dia da festa. Temos que mostrar que somos pessoas bem educadas . Veja também Colar de âmbar para mais informações.

Pontualidade.

A hora definida no convite é a hora de chegar e melhor um minuto antes do que um depois. A lenda sobre o suposto “glamour” do atraso é bobagem, não há nada de “especial” em chegar atrasado. É apenas rude. Outra coisa são os convites com horário “recomendado”. Nesse tipo de evento, é definido um horário de início para que os convidados comecem a chegar a partir desse horário de forma escalonada e dê tempo suficiente para que eles cheguem aos poucos.

Presentes.

Se for um evento privado, não institucional ou similar, é sempre bom levar um pequeno presente aos anfitriões.

Algo simples, onde o detalhe é mais valorizado que o preço ou a importância do presente . Um presente desse tipo não deve ser ostensivo ou de valor econômico muito alto. Seria uma ofensa e uma falta de tato. Uma garrafa de um bom vinho, algum doce especial daqueles que fazem as maravilhosas confeitarias que estão em quase todas as cidades, um livro, etc. O presente deve ser entregue aos anfitriões na chegada em sua casa. Se for algo para comer ou beber, você não precisa se comprometer a experimentá-lo ou tê-lo para oferecer durante aquela noite.

Apresentações.

A menos que seja um grande evento, as apresentações são feitas pelos anfitriões . Além disso, no caso de ter outros conhecidos entre os convidados, eles podem fazer as correspondentes apresentações de amigos, parentes ou conhecidos comuns. Os anfitriões nem sempre estão atentos, principalmente quando o número de convidados é alto. A saudação, exceto para conhecidos ou parentes, deve ser um aperto de mão simples e cordial . Firme e curto. E nada de colocar a outra mão em cima para reafirmar a saudação.

Se for seu costume, você pode cumprimentar as damas pegando na mão delas, que você levanta levemente, enquanto faz um pequeno aceno de cabeça (sem chegar ao beijo da mão). Os dois beijos nas bochechas são reservados para amigos próximos e familiares . A ordem das apresentações: do mais novo para o mais velho, do homem para a mulher e do menos importante para o mais importante (rank).

Comportamento durante a refeição.

Como em qualquer outra área da vida, o comportamento deve ser tão educado quanto se espera de um adulto. Coma e beba com moderação . Converse amigavelmente sem tocar em tópicos controversos ou tópicos que possam desencadear discussões. Peça coisas “por favor” e responda com um “obrigado” pelo favor recebido. Tente, a menos que seja necessário, não se levantar da mesa no meio de uma refeição. Peça desculpas por isso, se você deve estar ausente por um momento.

Despedidas.

Diga adeus aos anfitriões e aos presentes, se não for uma reunião muito concorrida. Se houver muitas pessoas, você pode dizer adeus às pessoas que conhece ou são mais próximas. Os anfitriões devem estar sempre entre as pessoas para se despedir . Agradeça pela palavra convite e elogie a organização. Se você não gostou muito, é melhor ficar quieto. Nenhuma crítica, e menos ainda, naquele momento.

6 dicas para encontrar um bom advogado

A maioria das pessoas teme o dia em que terá que entrar em contato com um advogado e pedir ajuda profissional. Não há necessidade de pânico – como encontrar um bom advogado, existem muitos especialistas que você pode escolher.

No entanto, essa é a parte complicada. Qual você deve contratar? Continue lendo para descobrir como selecionar o melhor advogado. Aqui estão as 6 dicas de como encontrar um bom advogado que possa representá-lo.

Você pode se interessar também por advogado df – Escontre o melhor advogado de Brasília

6 dicas para encontrar um bom advogado

1. Identifique seu problema jurídico e escolha o especialista certo

Primeiro, certifique-se de saber com que tipo de questão legal você está lidando. A lei tem diferentes campos e sub-especialidades. É por isso que é importante determinar que tipo de advogado você precisa para resolver seu problema.

Você pode consultar seu consultor de negócios, um contador ou um advogado corporativo geral se seu problema estiver relacionado ao trabalho. Escolher o especialista certo garantirá que seu advogado conheça todas as nuances legais e os últimos desenvolvimentos aplicáveis ​​ao seu problema. Assim, eles serão capazes de lhe fornecer os melhores serviços.

2. Procure um advogado local

Um advogado familiarizado com sua região pode ajudá-lo mais. Obviamente, tudo depende da natureza do seu problema – às vezes, pedir ajuda a um especialista nacional seria a melhor opção. No entanto, em casos não relacionados à lei federal, é melhor procurar alguém local.

Um advogado próximo à sua área estará familiarizado com as leis e procedimentos locais, bem como com as autoridades locais, tanto judiciais quanto administrativas. Além disso, você poderá marcar uma consulta presencial com seu advogado facilmente se ele estiver localizado perto o suficiente de você. Obtenha todas as informações sobre como escolher o melhor advogado de motocicleta.

3. Considere a experiência deles

Um dos fatores mais importantes que você precisa considerar ao escolher um advogado é sua experiência profissional. Você pode esperar que um advogado possa ajudá-lo se tiver um histórico de sucesso com seu tipo de questão legal. Procure sempre um profissional com amplo conhecimento e experiência na área do direito que você precisa do seu auxílio.

4. Obtenha referências

Consulte sempre as referências do advogado para se certificar de que você receberá o melhor serviço. Você pode pedir ao advogado para preparar uma lista de seus clientes anteriores para você consultar. Mas tome cuidado, pois essas opiniões podem ser tendenciosas. Faça uma verificação de antecedentes, consulte fontes on-line ou até associações de advogados.

Além disso, você pode pedir a outros advogados que forneçam informações sobre o advogado de seu interesse. Eles provavelmente conhecerão suas habilidades e reputação e poderão fornecer informações valiosas sobre a ética, nível de competência ou hábitos de prática de outros advogados.

5. Procure excelente capacidade de resposta e comunicação

Encontrar um advogado experiente e de renome não é suficiente. Uma pessoa que lida com seu caso legal deve ser capaz de se comunicar bem e explicar o jargão jurídico para você. Uma pessoa que possa ajudá-lo a entender melhor seu problema fará com que você se sinta mais à vontade. Além disso, é essencial encontrar um advogado com boas habilidades organizacionais.

Às vezes, os casos legais passam por mudanças rápidas, e você não terá uma visão completa do problema se seu advogado não o notificar sobre todos os desenvolvimentos. Para garantir que seu caso esteja nas melhores mãos, certifique-se de contratar um profissional com ótimo relacionamento interpessoal.

6. Pergunte sobre taxas

Contratar um bom advogado pode ser caro. Lembre-se de perguntar sobre os custos durante a primeira reunião. Descubra os procedimentos e métodos de cobrança da empresa e verifique se você pode pagar por esses serviços. A cobrança por hora é uma prática popular, mas muitos advogados concordam com métodos alternativos de cobrança.

Se o seu caso exigir um volume maior de trabalho, você pode solicitar uma taxa reduzida. Além disso, descubra se você precisará pagar taxas adicionais, por exemplo, relacionadas a despesas de viagem, cópias, postagem, taxas de especialistas etc. Além disso, tente obter por escrito uma estimativa de quanto custará seu caso e garanta um contrato escrito para garantir que você não será surpreendido com cobranças adicionais.

Se você quiser encontrar o melhor advogado para ajudar no seu caso, seja extremamente minucioso. No entanto, você não precisa se preocupar se souber pouco ou nada sobre questões legais. Um grande especialista irá ajudá-lo e fornecer serviços confiáveis. Contratar um profissional economizará tempo e nervos, e definitivamente vale a pena o dinheiro gasto.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

Essa é a principal dúvida de quem planeja uma estratégia de marketing digital para não só tornar a sua empresa e/ou marca uma referência no mercado, como também para alavancar as vendas e atrair mais clientes em potencial.

Mas por que o Google Adwords e o Facebook Ads ganham destaque nesse momento? Simples, esses são os dois principais canais de divulgação da internet. Qualquer empresa e/ou marca que deseje alavancar o seu faturamento deve, obrigatoriamente, pensar nessas duas ferramentas.

Elas ganham destaque devido a sua abrangência, recursos e os resultados que proporcionam. Ao longo deste artigo você poderá encontrar diversas informações sobre cada uma delas e ainda solucionar a questão “Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?”.

Continue lendo e descubra como conseguir desenvolver a melhor estratégia de marketing digital para a sua empresa e/ou marca, utilizando a ferramenta adequada para torná-la infalível e ainda encontrar a resposta para a pergunta Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

Google Adwords e Facebook Ads

Antes de responder a pergunta “Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?” É necessário que você entenda um pouco mais sobre cada uma dessas ferramentas e como elas funcionam. Nesse sentido, logo abaixo você poderá encontrar informações detalhadas e privilegiadas sobre o Google Adwords e o Facebook Ads.

É importante também que você estude o mercado para poder fazer anúncios com maior potencial de retorno, uma indicação nossa, é o Blog NucleoExpert, que tem feito um excelente trabalho na produção de conteúdo no Marketing Digital.

Após conhecer melhor cada uma dessas ferramentas de marketing, você poderá saber Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?. Confira:

O que é o Google Adwords

O Google Adwords é uma ferramenta de marketing digital, que funciona da seguinte forma: quando os usuários do Google fazem uma pesquisa, eles recebem como primeiros resultados uma lista de sites que são considerados como os mais relevantes e de melhor qualidade segundo os padrões do Google. No entanto, os sites que são anunciados por meio do Google Adwords surgiram no topo dessa lista.

Quando uma empresa e/ou marca anuncia no Google Adwords, o site da mesma ficará estrategicamente posicionado entre os primeiros resultados. Uma vez que ele fica evidente para os usuários, a quantidade de cliques no site aumenta, sobretudo devido ao fato de que mais de 90% dos usuários do Google não acessam as demais páginas do site de busca.

É importante destacar que esse não é o único recurso oferecido por essa ferramenta, mas sim o mais relevante. Agora, veja quais são as vantagens e desvantagens dessa ferramenta, para então conseguir encontrar a resposta à pergunta: Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

Vantagens e Desvantagens do Google Adwords

A maior desvantagem dessa ferramenta é sem dúvida a grande quantidade de concorrentes. Sim, para que o site da sua empresa e/ou marca possa se destacar e ficar entre os primeiros resultados do Google é necessário um estudo aprofundado das palavras-chaves.

Mas isso não é tudo, também é necessário manter uma contínua otimização das campanhas e estratégias de marketing. Caso contrário, é muito improvável que o site ganhe relevância suficiente para atrair a atenção dos usuários do Google.

Uma grande vantagem do uso dessa ferramenta, além da grande abrangência da mesma, é que é possível elaborar campanhas de marketing a baixo custo e ainda assim obter resultados significativos. É preciso levar isso em consideração para conseguir responder a pergunta Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

O que é o Facebook Ads

Assim como o Google Adwords, o Facebook Ads é considerado uma excelente ferramenta de marketing digital. Por meio dele, as empresas e/ou marcas podem publicar os seus anúncios no Facebook e atrair e alavancar a interação do seu público-alvo na página da mesma nessa rede social.

No entanto é necessário que o público-alvo esteja bem definido. Caso contrário, a empresa e/ou marca podem atrair um público que não é qualificado, ou seja, que não tem interesse no conteúdo, no produto ou no serviço que é oferecido pela mesma.

Além disso, é necessário que os anúncios não só sejam esteticamente atraentes, é preciso que também transmitam conteúdo de qualidade para que o público-alvo fique instigado a visitar a página da empresa e/ou marca na rede social ou no site.

O facebook tem uma vantagem do Instrgram, de poder usar o seu público, aumentar sua audiencia não somente no facebook, mas também no instagram, sem precisar comprar seguidores instagram.

Confira a seguir algumas vantagens e desvantagens dessa ferramenta, assim você poderá encontrar a solução para a pergunta: Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

Vantagens e Desvantagens do Facebook Ads

A principal desvantagem de utilizar o Facebook Ads é sem dúvida o fato de que as pessoas que acessam a rede social não estão a procura de um produto e/ou serviço para comprar. Diferente daquelas que fazem pesquisas no Google, por exemplo. Isso faz com que ela contribua apenas como uma forma de reconhecimento da empresa e/ou marca pelo seu público-alvo.

Em contrapartida, existe uma grande vantagem com relação ao uso dessa ferramenta como estratégia de marketing: a segmentação do público-alvo. Diferente da ferramenta anterior, que atinge a todos aqueles que fazem pesquisas usando determinadas palavras-chaves, no Facebook Ads, você pode definir quem é o seu público, quando ele deverá ver o anúncio e em que local do seu perfil.

Isso faz com que essa estratégia seja altamente efetiva no que se refere a transmitir o conteúdo e fazer com que o usuário perceba a existência daquela empresa e/ou marca. Com isso em mente, você poderá encontrar a resposta a pergunta Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor

Depois de conhecer as principais características de cada uma das ferramentas de marketing digital, chegou o momento de esclarecer a inquietante pergunta. Afinal, Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

Ambas. De acordo com especialistas na área, o ideal é que você explore as duas ferramentas de marketing, pois isso irá garantir não só o aumento da conversão que é proporcionado pelo Google Adwords, como também a consolidação do posicionamento da empresa e/ou marca no mundo digital, que só pode ser alcançado por meio do Facebook Ads.

10 dicas para ser mais criativo

Ser criativo é algo que devemos ser aqueles de nós que vivem da imaginação, seja como roteiristas ou em qualquer outro trabalho relacionado ao mundo das ideias. Mas para alcançar um estado permanente de criatividade é preciso trabalhar, e muito. Apenas alguns gênios conseguem isso sem esforço.

A busca pela criatividade deve ser um modo de vida, não apenas um recurso específico associado ao trabalho.

É como quando vamos ao endocrinologista para nos colocar em dieta porque ganhamos alguns quilos a mais. Seguimos rigorosamente seus conselhos por algumas semanas e, uma vez que perdemos peso, voltamos aos nossos hábitos alimentares anteriores. Imediatamente, a balança nos lembra que não estamos comendo como deveríamos.

Não se trata apenas de comer bem por algumas semanas e pronto, mas temos que mudar nossos hábitos e torná-los saudáveis ​​para sempre.

O mesmo deve ser feito com a criatividade.

Além de ser contratado para um trabalho específico ou focar em um projeto específico, devemos ter hábitos criativos permanentes.

E alguns desses hábitos, que você pode ler abaixo, vão te ajudar a ser mais criativo.

Dicas para fazer a criatividade fluir da sua cabeça.

1- Jogue jogos mentais

Preencha palavras cruzadas, faça sudoku, jogue xadrez, assista a concursos de agilidade mental na televisão, tente adivinhar enigmas, certos jogos de tabuleiro e estratégia, etc. Todas essas atividades desafiam seu cérebro e forçam você a se superar para ter novas ideias. São jogos que colocam problemas complicados e convidam o cérebro a encontrar soluções criativas.

2- Pratique esportes regularmente

Manter-se em forma, além de ser saudável, prevenir algumas doenças e cuidar da silhueta estimula a criatividade. O exercício aumenta o fluxo de histaminas que funcionam como neurotransmissores no cérebro e melhoram o fornecimento de oxigênio aos tecidos cerebrais.

Não seria a primeira vez que alguém apresentaria a reviravolta na história que estava procurando, ou a resolução de como tornar um personagem mais atraente, enquanto corre no parque ou anda de bicicleta.

3- Tenha sempre um caderno à mão

Onde quer que você esteja, seja à noite em uma discoteca ou no topo do Everest, não custa nada levar um caderninho onde você pode anotar tudo o que vier à mente. Embora seja verdade que o melhor é que a inspiração o pega trabalhando, as ideias podem surgir a qualquer momento ou circunstância. E, como eles vêm, eles vão, então é melhor anotá-los.

Há quem durma com liberdade na mesinha de cabeceira porque acha que as melhores ideias vêm à mente durante o sono.

Muitos substituíram o notebook pelo bloco de notas do smartphone, pois, sim ou sim, ele nos acompanha até o fim do mundo.

4- Não perca a oportunidade de fazer brainstorming

Ou faça um brainstorm, se você quiser Castilianizar. Teste suas ideias com outros amigos ou colegas, coloque-as em comum, ouça o que eles têm a dizer, suas contribuições. Novas ideias surgirão e, provavelmente, o próprio projeto sairá mais forte.

O brainstorming não é realizado apenas entre escritores ou criativos, mas praticamente já é feito em quase todas as empresas em todas as reuniões.

5- Faça algo diferente todos os dias

Estimular o cérebro com novas informações o tornará mais poderoso quando se trata de pensar.

Cair em uma rotina mental é fatal para a criatividade.

Você pode visitar um lugar novo, tomar café da manhã em um lugar diferente, escovar os dentes com a outra mão, vestir-se de maneira diferente. Tudo isso consiste em exercitar a mente.

6- Fique longe de computadores e dispositivos móveis

Não há dúvida de que estar conectado à internet traz grandes benefícios para os criativos, pois você pode se documentar sobre um tópico, buscar inspiração ou se divertir. Mas também é conveniente viver no mundo offline.

7- Leia livros

A leitura é sempre um grande catalisador para a criatividade. Se forem livros, melhor ainda, pois ajuda você a focar sua atenção por mais tempo do que em uma simples notícia da internet.

Ele fornece novas palavras e vocabulário, exercita a abertura a novas ideias, fornece mais ferramentas para organizá-las.

Digamos, por exemplo, que você decida ler um romance.

Quando você lê, você recria cada cena em sua imaginação, você reconstrói mentalmente cada detalhe narrado, você visualiza a evolução da história e até dá um rosto aos personagens.

Seu corpo se move no tempo e no espaço para o lugar onde cada cena acontece.

É como se você vivesse em um universo paralelo.

Isso se chama criatividade.

8- Cultive-se em geral

Já discutimos isso na época em que falamos sobre métodos para encontrar inspiração.

A cultura é importante porque, de certa forma, você é um artista, pois trabalha no mundo da criatividade.

É por isso que você tem que estar atento ao que está sendo feito na televisão, desde o documentário mais inteligente até o programa mais superficial. Você tem que deixar de fora seus escrúpulos.

Você deve estar ciente das últimas notícias em publicidade.

Você deve estar atualizado com as informações atuais.

Vale a pena visitar museus, exposições e assistir a palestras e conferências.

Claro, você tem que ir muito ao cinema e ao teatro.

E, claro, viajar de vez em quando.

9- Não fique com a primeira ideia que lhe vem à cabeça

É assim que é fácil.

E, claro, nunca será a melhor ideia.

É como quando você prova um bolo de chocolate. A primeira mordida é gostosa, mas o que realmente compensa é comer o pedaço inteiro. Se não, você fica com fome.

Você tem que inventar o que não acontece com os outros.

E os outros não pensam nisso porque têm a primeira ideia ou não podem ou não querem pensar mais.

A primeira ideia pode ser um bom começo. Então você tem que desenvolvê-lo.

E no desenvolvimento reside a verdadeira força da criatividade.

10- Saia da sua zona de conforto

Imagine que você está acostumado a escrever esquetes na televisão. E você já é muito bom nisso. O mais confortável, se continuarem contratando você, é escrever esboços a vida toda.

Por que você está ficando entediado só de ler?

E não apenas será chato, mas também deixará de estimular sua criatividade. Vai atropelá-la. Tudo se tornará uma rotina. Fácil, mas rotineiro.

É muito mais estimulante e, sobretudo, vai melhorar a tua criatividade, que te coloques desafios.

Que você tenta fazer coisas que nunca fez.

Não pare de aprender.

A criatividade precisa de desafios constantes.

Se você nunca fez publicidade, comece a fazê-lo. Se você nunca escreveu uma peça, por que não considerar uma? Saia da sua zona de conforto e você sofrerá, mas sua criatividade ficará mais forte e sua vida se tornará muito mais gratifica.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

Escolha bem os sapatos que você vai levar em uma viagem

Os sapatos que você vai levar em uma viagem não precisam necessariamente ser bonitos ou sofisticados ou estar na última moda. O essencial é que sejam confortáveis ​​e que lhe dêem garantias suficientes de qualidade durante a sua viagem.

O calçado que vai levar numa viagem é um elemento fundamental para o seu bem-estar . Por esta razão, você deve escolhê-los muito conscientemente. Todos sabemos que os sapatos errados podem arruinar não só o humor e a viagem, mas também a saúde.

É fato que você deve pensar no conforto  ao decidir quais sapatos usar. A última coisa que você precisa é introduzir um elemento de tortura durante sua jornada. Se for preciso sacrificar o estilo, vale a pena para ganhar maior conforto.

Claro que a escolha do calçado que vai usar depende muito do tipo de viagem que pretende fazer . Uma coisa é ir acampar e outra é aproveitar as férias em um navio de cruzeiro ou em um hotel de luxo. Apesar disso, em todos os casos você deve pensar em um sapato que o favoreça sobre outras considerações. Portanto, tenha em mente as dicas a seguir.

Um lugar para os sapatos que você vai usar

A primeira coisa que você deve levar em consideração é quanto espaço você tem na mala. Uma coisa é viajar só com bagagem de mão e outra com cinco malas. Esse é um fator crucial na hora de escolher os sapatos que você vai usar. Permite definir se vai ter que carregar apenas um par ou se há espaço para mais.

Este fator também tem grande influência em termos de peso. Existem sapatos que pesam mais, enquanto outros são muito mais leves. Como regra geral, é melhor usar sapatos como o vomero 15 que ocupem pouco espaço e não tenham muito peso. Lembre-se que uma das virtudes do viajante  deve ser o pragmatismo.

Verifique o clima

Este é mais um daqueles fatores decisivos para definir o calçado que vai usar. Se você for, por exemplo, com sapatos que não são impermeáveis ​​e chover , pode passar mal. Sapatos não são exatamente a coisa mais rápida para secar. Da mesma forma, usá-los molhados pode afetar sua saúde.

Se você for para um clima quente também deve valorizá-lo. Precisa de calçado que permita uma respirabilidade perfeita  e que o ajude a sentir-se fresco . Se o clima estiver imprevisível, é melhor levar dois tipos de calçados, sempre escolhendo os que ocupam menos espaço e geram menos peso.

Os dois clássicos em sapatos

Existem dois tipos de calçados que são clássicos para os viajantes. Uma delas são as botas , geralmente no meio da panturrilha, bem acolchoadas e com solado de boa tração. São sapatos muito confortáveis ​​para caminhar, atividade que se realiza em quase todas as viagens. As botas são quentinhas, protegem o pé e são bonitas.

Contra eles está o fato de ocuparem muito espaço . Em geral, você deve usá-los nos dias em que tiver que viajar de avião , trem ou ônibus, pois podem ser um verdadeiro fardo se você os deixar na mala.

O outro calçado clássico são as sandálias. Ocupam pouco espaço, costumam ser muito leves e são extremamente úteis em climas quentes. Você também pode usá-los enquanto estiver no hotel. A maioria das sandálias cabe confortavelmente em uma bolsa.

Mocassins e bailarinas

Os mais sofisticados, ou aqueles que planejam se entregar a algum luxo durante a viagem, podem achar que botas e sandálias são uma opção muito ruim . Definitivamente, se alguém quer procurar uma ocasião para ficar elegante, esse tipo de calçado não vai ajudar muito.

O melhor então é substituir as sandálias por mocassins ou bailarinas. Neste tipo de calçado existem muitas opções e algumas delas são verdadeiramente atrativas. Eles podem ser facilmente combinados com roupas mais formais e ficam ótimos. O segredo é escolhê-los em uma cor e material que você ache altamente funcional.

Chaves para um bom calçado para viajar

Os sapatos que você vai levar em uma viagem não devem ser muito folgados, nem justos. Idealmente, eles são um pouco grandes. Não é incomum que os pés fiquem inflamados por ficarem muito tempo sentados no transporte ou pelo calor. Então é bom que eles sejam largos.

Não use sapatos novos. Se você acabou de comprá-los, é melhor usá-los primeiro em casa e sair na sua cidade . Às vezes o calçado tem um defeito que só podemos detectar com o uso, e uma viagem não é a melhor ocasião para descobrir esses problemas.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

Dicas de Aeroporto para quem vai viajar de avião

Neste artigo, vamos mostrar algumas dicas de Aeroporto, para quem vai viajar pela primeira vez de avião. Você separou sua passagem para tirar umas férias em Serra dos Cocais, reservou seu hotel, mas está ansioso por causa do aeroporto? Preste atenção nessas dicas!

viajar de avião

Vai viajar de avião

Para não perder o voo, chegue sempre ao aeroporto com duas horas de antecedência e faça o check-in imediatamente.

Desta forma, você estará garantindo seu lugar no avião e despachando as malas, ficando livre desse “peso”.

Se chegar na última hora, você estará sujeito(a) ao overbook (venda de maior número de assentos do que a capacidade do avião praticada pelas companhias aéreas – isso é ilegal) ou então, a encontrar outro passageiro na sua poltrona, o que significa que a empresa vendeu a mesma poltrona para duas pessoas diferentes.

Se você perder o avião, dirija-se ao balcão da Cia Aérea, remarque seu bilhete e aguarde o próximo voo. Mas fique atento: os voos não regulares, conhecidos como charter, não dão direito à remarcação do bilhete. Ou seja, se você perder esse voo, terá que voltar para casa.

Passagem, passaporte, vouchers, comprovante do seguro de viagem, recibo do traveller check, enfim, documentos indispensáveis a qualquer viajante, devem estar sempre na bagagem de mão, muito bem guardados.

Tenha à mão uma cópia do bilhete e o telefone da agência que lhe vendeu a passagem.

Guarde sempre o ticket de despacho da bagagem. É o único comprovante que lhe assegura algum reembolso em caso de perda. E, se você puder, faça um seguro de bagagem. É melhor garantir!

Antes de embarcar (na ida), dê uma olhada nos preços do freeshop e compare-os durante a viagem. As vezes, é vantagem deixar para comprar algumas coisas na volta, evitando transtornos na hora de despachar a bagagem…

O passageiro que viaja de avião tem direito a um “seguro” contra atraso. Quando o avião atrasa mais de 4 horas, o Código Brasileiro de Aeronáutica e os tratados aéreos internacionais garantem ao passageiro que ele se alimente e, se for preciso, durma num hotel, e as despesas ficarão por conta da empresa aérea. Você só precisa mandar a conta e uma cópia do bilhete para a companhia aérea responsável pelo voo.

Saiba o que fazer se seu voo atrasou

A Infraero instrui os passageiros que enfrentam atrasos com voos a procurarem as Cias Aéreas, que têm a obrigação de oferecer opções como troca de aeronave e hotel. Saiba o que fazer.

Atitude imediata:

Em caso de cancelamento ou atraso do voo, o passageiro deve procurar imediatamente um funcionário da Cia Aérea responsável. Esse funcionário avaliará o tempo de atraso e disponibilizará o que for preciso (remanejamento do passageiro para outro voo, alimentação e hotel, por exemplo).

Atraso de até 4 horas:

De acordo com a Infraero, a Cia Aérea deve acomodar o passageiro em outro voo da própria companhia ou de outra em, no máximo, quatro horas. Se este prazo não for cumprido, o usuário poderá optar entre viajar em outro voo, pedir endosso ou reembolso da passagem.

Atraso de mais de 4 horas:

Para os passageiros que decidirem viajar em outro voo, seja no mesmo dia ou no dia seguinte, a companhia é obrigada a propiciar hospedagem, alimentação e transporte para outro aeroporto, além de reembolsar despesas com telefonemas por causa do atraso.

O passageiro que foi prejudicado por causa dos atrasos das Cias Aéreas tem o direito a receber indenização e devem encaminhar as reclamações à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) ou para a ouvidoria da Infraero.

Como colocar senha no WhatsApp GB?

O WhatsApp é um aplicativo tão popular no mundo inteiro que atualmente tem mais de 2 bilhões de usuários ativos. No entanto, nem todos os usuários estão satisfeitos com os recursos nativos do WhatsApp.

Por isso, existem mais de cerca de 15 versões falsificadas do WhatsApp. Uma das versões mais famosas no Brasil é o WhatsApp GB. No entanto, seu uso não é recomendado por colocar em risco sua segurança e sua privacidade.

colocar senha no WhatsApp GB como?

Como colocar senha no WhatsApp GB?

Se mesmo com todos os riscos envolvidos, você decidiu usar o WhatsApp GB, descubra como colocar senha no WhatsApp GB.

Colocar senha no WhatsApp é um desejo de muitos usuários. Por isso, os aplicativos falsificados são tão atrativos. Essa é uma forma de proteger suas conversas de curiosos.

O GB WhatsApp atualizado possui esse recurso tão necessário para proteger sua privacidade. Para colocar uma senha, siga os passos abaixo:

  1. Abra o WhatsApp GB;
  2. Entre nos três pontinhos localizados no canto superior direito;
  3. Selecione a opção “GB Settings” que em português significa “Configurações GB”;
  4. Dentro das configurações, encontre a opção “Lock” (Bloquear);
  5. Toque em “Enable passcode” (Colocar senha);
  6. Digite sua senha e confirme;
  7. Pronto, você já colocou uma senha para proteger suas conversas no WhatsApp GB.

Essa é a maneira de colocar senha no WhatsApp GB, também conhecido como GBWhatsApp. Você pode encontrá-lo com um nome ou outro.

Quais são os riscos de usar o WhatsApp GB?

colocar senha no WhatsApp GB

Agora que você já aprendeu como colocar senha no WhatsApp GB, saiba mais sobre os riscos que qualquer aplicativo modificado do WhatsApp pode trazer.

O primeiro risco é de ser banido totalmente de sua conta de WhatsApp oficial. Isso foi relatado por alguns usuários, já que a utilização de um aplicativo modificado não segue a política de usabilidade do WhatsApp.

O segundo risco é sobre o download do WhatsApp GB ou outro aplicativo modificado. Nenhum está disponível nas lojas oficiais de aplicativos, como Google Play Store e App Store. Isso significa que nenhum teste de segurança foi realizado com os aplicativos.

Dessa maneira, o download é realizado através de sites com procedência duvidosa. Você corre o risco de baixar malwares e vírus junto. Isso pode comprometer o uso do seu celular.

Ainda mais, ao conceder permissões para um aplicativo como o WhatsApp GB, você não saberá que tipo de pessoa poderá ter acesso aos seus dados pessoais do celular, como sua agenda, sua conta Gmail e muito mais.

Além disso, o WhatsApp apresenta muitas falhas em seus recursos. Não há nenhuma forma de suporte para você corrigir os problemas. A solução é procurar no Google ou no Youtube, o que pode demandar mais riscos se envolver baixar mais arquivos de atualizações, por exemplo.

Por isso, tome cuidado ao decidir usar um aplicativo como o WhatsApp GB. Por mais que suas funcionalidades sejam atrativas, como colocar senha no WhatsApp GB, os riscos não valem as vantagens apresentadas.

Você pode usar apenas os aplicativos oficiais do NsWhatsApp, que são o WhatsApp Business, WhatsApp Web (para navegadores) e WhatsApp API.

Cartões de Crédito: O que são e quais são suas vantagens e desvantagens?

O cartão de crédito é um dos métodos de pagamento sem dinheiro mais importantes do mundo . Os cartões de crédito são emitidos por bancos ou, no caso de cartões de crédito American Express, diretamente por uma empresa de cartão de crédito. O cartão de crédito é um meio de pagamento atrativo, pois oferece aos usuários uma linha de crédito de curto prazo . O valor dessa linha de crédito depende da credibilidade do cliente, que é verificada antes da emissão do cartão de crédito.

Como titular de cartão de crédito, você pode fazer pagamentos sem dinheiro em qualquer lugar do mundo. Os cartões de crédito são especialmente projetados para transações de pagamentos internacionais, por isso são aceitos com muito mais frequência no exterior do que os cartões de ordem de pagamento. O cartão de crédito é uma forma de pagamento simples, segura e popular podendo ser utilizada até por uma máquina de cartão de crédito. É a opção mais utilizada para pagar voos, quartos de hotel, aluguel de carros, restaurantes e até mesmo para reabastecer.

O que são cartões de crédito?

Os cartões de crédito nada mais são do que documentos de material plástico e físico que normalmente são emitidos pelos bancos, para que a pessoa possa efetuar pagamentos de bens e serviços com um crédito que o mesmo banco empresta ao usuário . Este empréstimo deve ser pago no futuro e às vezes com juros. O cartão de crédito, uma das formas de pagamento mais comuns no mundo, com o qual os pagamentos podem ser feitos em muitas partes do mundo, já que são aceitos em quase todos os estabelecimentos.

Cada cartão de crédito está em nome do titular da conta bancária , portanto, os empréstimos e cobranças estarão em seu nome o tempo todo. Independentemente de ser outra pessoa que faz uso dele . Os cartões de crédito costumam ter um limite de gastos ou empréstimos por mês, o que limita seu uso. Além disso, é estabelecida uma taxa anual fixa cujos usuários devem verificar ao solicitá-la ao banco, pois são esses detalhes que permitem saber se é ou não lucrativo.

Como funcionam os cartões de crédito?

O cartão de crédito é um meio de compra considerado do futuro. Por quê? Porque permite fazer compras de bens ou produtos que em determinado momento não pode pagar , mas o valor cancelado acumula e deve ser pago, normalmente, no final do mês . Por isso, é importante que a pessoa tenha sempre em mente para não gastar mais dinheiro do que pode pagar depois , caso contrário o banco pode aplicar multas por não pagar em dia.

Quando um valor é cancelado com cartão de crédito pela primeira vez no mês, tal cobrança não gera juros, mas se for feita uma segunda compra, os juros da primeira e da segunda compra são acumulados . Para a terceira compra, apenas os juros dessa compra são acumulados, portanto, é normalizado e menor. Os extratos são as informações relevantes para o seu cartão, como datas de pagamento, valores, juros. É importante esclarecer que os juros são cobrados na moeda com a qual a compra foi feita.

Diferenças entre cartões de crédito, cartões de débito e cartões pré-pagos

Os cartões de crédito não estão vinculados a uma conta bancária. São um crédito concedido pelo banco ao titular do mesmo. Quando uma compra é feita com este tipo de cartão, o saldo não é descontado imediatamente, mas sim cobrado ou acumulado por um mês inteiro. Portanto, não é necessário ter dinheiro na conta durante esse mês, mas no próximo mês em que a conta deve ser paga. Importante pagar em dia para evitar cobranças ou juros mais altos.

Por outro lado, o cartão de débito está vinculado diretamente a uma conta bancária . Quando compras canceladas são utilizadas com o cartão de débito, o valor pelo qual está sendo pago é imediatamente descontado da conta do titular do cartão. Esses cartões podem ser afiliados a contas correntes e poupanças. Mas eles são usados ​​apenas para pagar em estabelecimentos de propriedade do país, não servirão como meio de pagamento fora do país. Os cartões pré-pagos cumprem de alguma forma a mesma função que o cartão de débito. A diferença é que estes são recarregáveis ​​e não estão associados a contas bancárias.

Vantagens dos cartões de crédito

Os cartões de crédito têm várias vantagens a serem levadas em consideração. A primeira é que você tem a possibilidade de fazer compras de qualquer tipo, sem ter dinheiro ou fundos em sua conta bancária associada . E é que o valor dos cartões de crédito é concedido pelo mesmo banco na forma de empréstimo. Portanto, eles são muito úteis, além de tirar você de problemas. Outra vantagem é a possibilidade de pagar em praticamente qualquer lugar do mundo.

Como os cartões estão em seu nome, e são cartões que também podem lidar com diferentes tipos de moedas, você tem a possibilidade de fazer compras mesmo fora do país. Mas isso se aplica apenas a alguns cartões, portanto, você deve verificar suas características antes de solicitá-los. Os cartões de crédito têm um limite, mas pode variar de acordo com o banco ou até mesmo se você cumprir as datas de pagamento. Quanto melhor você pagar no prazo estipulado, poderá receber aumentos no limite de crédito estabelecido.

Desvantagens dos cartões de crédito

Assim como tem suas grandes vantagens, também tem seus contras. E isso deve ser levado em consideração antes de optar por um cartão de crédito. Os cartões de crédito acumulam juros ou encargos no futuro , ou seja, para cada compra que você fizer com cartões de crédito, os valores se acumulam no final do mês para serem cancelados posteriormente, com juros. Portanto, é importante que, embora seja um crédito para se livrar de problemas, também não deve ser abusado.

É importante não gastar mais do que pode ser pago no final do mês , caso contrário, serão cobradas taxas extras no cartão. Outra desvantagem dos cartões de crédito é que eles têm um valor fixo de empréstimo. E esse valor vai depender de cada banco e de suas condições. Por isso é importante que o usuário detalhe bem esses valores e determine se são realmente rentáveis ​​ou necessários. Além disso, certas condições de uso do cartão de crédito devem ser atendidas, uma das quais é fazer compras ativamente.

Dicas para o uso correto dos cartões de crédito

Como é sabido que, às vezes, as finanças podem ser uma questão complexa para muitos. Por isso, abaixo estão algumas dicas ou conselhos para fazer um uso adequado e responsável dos cartões de crédito. A primeira delas é, como mencionado anteriormente, não gastar mais do que o dinheiro que pode ser pago no futuro . Uma vez que, se a taxa total não for paga, o banco gera cobranças adicionais por não pagar o valor total na data atribuída. E você não poderá ter o crédito do cartão no próximo mês.

Por outro lado, é importante que, antes de solicitar o cartão de crédito, você cumpra os requisitos mínimos para poder adquiri-lo. Você deve ter uma vida financeira ativa com compras de bens e serviços. Isso é essencial para que eles aceitem ou ativem um cartão de crédito em nome de um usuário. Outro conselho importante é analisar se o cartão é realmente necessário e, em caso afirmativo, se o valor emprestado é realmente útil ou atende às suas reais necessidades.

O que é inteligência de mercado? Tipos e vantagens

A inteligência de mercado corresponde aos dados que uma empresa ou organização recebe por meio da oferta do mercado ou daquele mercado em que deseja participar. 

Neste artigo internacional vamos enfatizar como a inteligência de mercado é essencial para entender, da melhor forma possível, a situação atual do mercado, fazer uma compilação ao nível mercadológico da concorrência e assim poder avaliar a sua rentabilidade.

Exemplo de inteligência de mercado 

Agora que conhecemos a definição de inteligência de mercado, estamos prontos para explicar um exemplo simples para entender melhor esse conceito. 

Empresa com um público objetivo claramente definido 

Existem situações em que uma empresa precisa saber informações sobre seu público-alvo. Imagine que uma empresa de telefonia deseja lançar um novo celular no mercado. 

O usual é que todos os tipos de pesquisas sejam realizadas focadas nos perfis dos usuários desse público-alvo. Algumas perguntas podem ser feitas, como relacionadas a cores, recursos de configuração do celular e outras semelhantes, como jogos. 

A informação obtida através da prática deste exemplo de inteligência de mercado, permite conhecer coisas relacionadas com a faixa etária, rendimento médio e outras preocupações. A partir dessas informações, os esforços da empresa podem ser concentrados na redução de custos e na geração de receitas maiores. 

Tipos de inteligência de mercados 

A coleta de informações é uma técnica de pesquisa de mercado que pode ser trabalhosa. Além disso, deve-se levar em conta que existem técnicas qualitativas e quantitativas utilizadas pelas empresas para esse fim. A seguir, vamos explicar as diferentes metodologias utilizadas em inteligência de mercado para definir seus tipos. 

A coleta de informações

Certamente uma das metodologias fundamentais está relacionada à coleta de dados para posterior análise em inteligência de mercado. 

Uso de pesquisas 

Uma das principais técnicas de pesquisa são os levantamentos. Consiste basicamente em responder a uma série de perguntas relacionadas com a finalidade de coletar dados. 

As informações obtidas por meio das pesquisas visam conhecer o mercado-alvo e analisá-lo. Dependendo do volume de pessoas pesquisadas, os resultados podem ser mais ou menos confiáveis. Também deve-se ter em mente que a realização de pesquisas nem sempre é a mesma, pois existem diferentes tipos. 

Pesquisas on-line

É provavelmente uma das técnicas mais baratas para obter um conjunto de dados rapidamente. Normalmente os dados não são totalmente confiáveis, mas com a ajuda de diferentes ferramentas é uma das técnicas mais populares. 

Como mencionamos anteriormente no caso do lançamento de um novo celular, o público-alvo poderia ser muito bem pesquisado, já que a maioria desses usuários prefere a comunicação online.

Pesquisas pessoais 

Geralmente, são entrevistas individuais que costumam ser feitas em locais com alto tráfego de pessoas, como superfícies comerciais. Como eles precisam de uma grande quantidade de dados, é muito mais fácil fazê-los nesses tipos de locais. 

Uma das principais vantagens desse tipo de pesquisa de inteligência de mercado é que facilita a apresentação do produto ao cliente e a obtenção rápida de informações úteis.

Pesquisas por telefone 

Geralmente são mais baratos do que os feitos pessoalmente. Apesar de serem comumente utilizados por empresas ligadas ao telemarketing, os usuários não costumam gostar muito deles. 

Apesar de suas vantagens, às vezes é difícil convencer o usuário a participar da pesquisa. Como consequência disso, a taxa de resposta é reduzida e também a qualidade das respostas. 

Pesquisas de correio 

É provavelmente a opção mais barata para fazer esse tipo de pesquisa. Ele permite que as informações sejam obtidas por meio de um público muito maior sem a necessidade de tantos recursos. 

O enorme avanço que a tecnologia teve nos últimos tempos , facilita a comunicação por e-mail, mas as taxas de resposta não costumam ultrapassar 15%. No entanto, há uma desvantagem, pois existem áreas onde a cobertura tecnológica ainda não é acessível. A seguir, explicamos os diferentes tipos de pesquisas por e-mail usadas na inteligência de mercado para que você as conheça. 

O uso de formulários 

Você pode não saber, mas o formulário é essencial para o pesquisador, pois permite coletar informações específicas sobre uma questão.

O uso de questionários

O questionário é uma fórmula típica para fazer uma série de perguntas. É usado com bastante frequência em inúmeras investigações quantitativas e qualitativas, pois permite a coleta de dados em grandes audiências. 

A prática da observação 

Às vezes, o usuário não fornece informações confiáveis. Nesse tipo de situação, a metodologia de observação permite ao pesquisador descobrir uma série de hábitos do consumidor, preferências do consumidor e outros aspectos relacionados, por exemplo, a preços. 

Esse método é utilizado por inúmeras marcas que possuem câmeras em seus estabelecimentos para entender o comportamento de seus consumidores. 

O uso de testes de campo 

O teste de campo é certamente um dos experimentos em tempo real que oferece os melhores resultados para o pesquisador. Se, por exemplo, uma empresa de telefonia móvel deseja conhecer a dor do cliente em relação a um novo produto, ela pode fazer uso dessa metodologia. 

Quais são as vantagens da inteligência de mercado? 

A inteligência de mercado não serve apenas para conhecer dados relacionados à concorrência, mas também permite obter informações de interesse para se destacar da concorrência. A seguir detalhamos alguns dos benefícios mais interessantes da inteligência de mercado em sua aplicação prática. 

Panorâmica general do nicho de mercado 

A inteligência de mercado torna viável a análise de um mercado em tempo real. Além disso, permite que os clientes e seus comportamentos sejam entendidos à luz das tendências atuais que mais importam para eles. A aplicação desta vantagem permite que um determinado negócio seja mais competitivo e responda facilmente às preocupações do seu público-alvo. 

Compreender os clientes 

Reter clientes é essencial para qualquer negócio. Se um cliente está insatisfeito, eles podem ser comprados da concorrência. Por meio da inteligência de mercado, é possível analisar e fornecer informações sobre as questões que melhoram as necessidades dos clientes. Basicamente é possível retê-los e agregar valor com nosso produto aos clientes para alcançar sua satisfação. 

Aumentar a eficiência 

Praticamente todas as empresas buscam aumentar a eficiência e ser mais produtivas. 

Por que a inteligência de mercado é tão importante? 

A inteligência de mercado é de enorme importância em praticamente qualquer empresa ou organização, devido às enormes possibilidades que oferece ao nível do marketing. 

O aumento das oportunidades de upsell proporcionado pela inteligência de mercado não apenas reduz os riscos para a empresa, mas também representa uma vantagem competitiva essencial.  Concluindo, a inteligência de mercado é uma das chaves fundamentais na execução de um plano de marketing que busca aumentar as vendas e tornar um negócio próspero.

Você pode se interessar também por: Vantagens do posicionamento SEO e importância do SEO técnico