Tecido felpudo vs. Algodão: qual roupão de banho você escolherá?

Relaxar em um roupão de banho aconchegante é como receber um abraço gentil de seu ente querido. Os roupões de banho estão entre as roupas muito pessoais e para momentos de conforto . Eles são úteis para usar em fins de semana preguiçosos, manhãs aconchegantes, até mesmo para descansar no sofá sem motivo. No geral, os roupões podem ser o seu parceiro perfeito durante os momentos de preguiça e sonolência.

Se falamos de tipo, um dos tipos mais antigos seria o peshtemal na Turquia. Peshtemal é o tecido mais fino e clássico para roupões de banho com quase 700 anos e desempenha um papel importante na tradição e cultura turca. Assim, proporcionará a excelência do puro património histórico em forma de manto. Eles consomem menos espaço, o que elimina o incômodo para as mulheres caberem em suas bolsas.

O fator mais importante a considerar ao comprar o roupão ideal para você é que ele absorva bem a umidade. Ele ajuda você a se sentir quente quando enrolado em você e fica fantástico em você.

Os roupões de banho estão disponíveis em uma ampla variedade de tecidos, designs e recursos, mas os dois mais populares são os roupões de banho atoalhados e os roupões de algodão. Ambos têm seu próprio conjunto de vantagens e desvantagens. Se você está procurando roupões de banho e está confuso sobre eles, nós o guiaremos por eles. Confira a seguir também toalha de banho infantil com capuz para saber mais sobre.

Vamos dar uma olhada neles para encontrar o ideal para você;

Roupões de banho atoalhados

O tecido felpudo é um tipo de algodão que tem padrões de looping tecidos nele. O tecido felpudo, além do algodão, pode conter uma mistura de poliéster. Eles têm laços que são tecidos em um tear para criar um tecido macio e fofo. Os comprimentos das alças determinam a capacidade de absorção de umidade.

Em outras palavras, um roupão felpudo decente tem laços grossos e sem cortes que oferecem uma aparência aconchegante e um pouco mais pesada. Além disso, esse tecido também é usado em toalhas e roupões em spas e hotéis.

Roupões de banho de algodão

Os roupões de banho de algodão são feitos de fibra natural de algodão. Os roupões de banho de algodão são incrivelmente versáteis e seu comprimento determina a qualidade dos roupões. O comprimento de fibra mais longo e altamente absorvente são as principais características dos roupões de banho de algodão. 

Os roupões de banho de algodão são leves, macios e ecológicos. E por último, mas não menos importante, os roupões de banho de algodão são extremamente confortáveis ​​do que qualquer outro roupão. Eles ficam mais macios a cada lavagem e duram muito mais.

No entanto, escolher entre roupões de banho e algodão é uma discussão sem fim. Porque ambos têm boas propriedades e são selecionados de acordo com as preferências dos próprios indivíduos.

Embora, podemos recomendar obter um de ambos os tipos seria bom. Você pode escolher o tecido felpudo para os invernos, pois são grossos e mais quentes do que um roupão de algodão. E um roupão de algodão para os verões, pois são a fibra apta para usar nessa estação.

Nós encerramos com isso hoje. Espero que esta postagem no blog tenha ajudado você a obter o manto para suas necessidades.

Os prós e contras das bancadas de quartzo

Quer esteja a remodelar a sua cozinha ou a começar do zero, as suas bancadas são o ponto focal da sua cozinha. Todas as outras decisões estéticas que você toma para sua cozinha giram em torno de sua escolha de bancada, por isso simpatizamos absolutamente com a dificuldade de restringir suas opções em um mercado tão amplo de materiais. Existem, no entanto, algumas vantagens e desvantagens únicas em trabalhar com quartzo em relação a algumas opções de pedra natural, como granito ou mármore – algumas estéticas e outras práticas. Nunca pode ser apenas uma resposta simples, pode? Não, isso claramente tornaria as coisas muito fáceis. Para ajudá-lo a reduzi-lo, vamos aos prós e contras das bancadas de quartzo quando comparadas a outras opções no mercado. Confira também mineração brasil para mais.

O que diferencia o quartzo da pedra natural?

Enquanto os próprios cristais de quartzo são minerais naturalmente encontrados, as bancadas de quartzo são o que é chamado de material de engenharia. Os fabricantes pegam o agregado de quartzo e o combinam com polímeros, resinas e pigmentos para formar as estruturas resistentes e elegantes que vemos adornando cozinhas em todo o país. Isso contrasta com coisas como granito, mármore e quartzito, que são extraídos da terra e cortados em forma para uso como material de construção. O resultado final acaba sendo cerca de 90% de quartzo natural com os 10% restantes sendo aqueles ligantes, pigmentos para cor e às vezes vidro reciclado e manchas de metal, dependendo do estilo do quartzo. Esses últimos 10% é o que dá tanta versatilidade em termos de design.

Prós De Bancadas De Quartzo

O quartzo tem muito a oferecer em termos de durabilidade, resistência a manchas e versatilidade de aparência. Aqui estão alguns dos pontos principais: Durabilidade: O quartzo tem uma vantagem sobre materiais como granito e mármore no fato de que é muito menos provável que lasque ou rache e seja difícil de arranhar. Na escala de dureza de Mohs, o quartzo normalmente tem uma taxa de 7/10 (para referência, um diamante é 10). Enquanto a maioria dos granitos fica em torno de 6-7, o mármore tende a ser classificado na faixa de 3-4, deixando-o mais suscetível a lascar. Além disso, devido ao dom inerente das resinas usadas para fazer as bancadas, as bancadas de quartzo podem suportar tensões que, de outra forma, quebrariam uma pedra natural mais rígida na mesma situação. Não é indestrutível, mas é um material seriamente difícil. Aparência: A Mãe Natureza certamente parece ter um olho para o design, mas a beleza do quartzo é que temos acesso a esses tons de terra, bem como a qualquer outro que possamos desejar. Com a mistura certa de quartzo natural, vários pigmentos e talvez até um pouco de vidro, você pode ter lindos verdes, vermelhos, bronzeados, marrons, dourados, cinzas e praticamente qualquer outro tom que você possa imaginar. Isso abre um mundo inteiro de opções para você em termos de combinação com seus armários, backsplashes, pisos e eletrodomésticos. Você pode replicar a sensação delicada e sofisticada do mármore branco, acentuar os armários de madeira escura com um preto brilhante e metálico ou jogar todo o senso de tradição pela janela com um vermelho marcante. Sua imaginação é o limite. O quartzo não é poroso: Em contraste com as pedras naturais como o granito e o mármore, o quartzo não é um material poroso. Isso significa que você não tem o mesmo risco de os fluidos penetrarem na superfície do material e deixarem uma mancha profunda e difícil de remover. A outra vantagem disso é que as bancadas de quartzo não precisam ser seladas como outras pedras naturais. Há alguma desinformação, no entanto, sobre os cuidados gerais e manutenção do quartzo. Por ser fabricado com mais de 90% de partículas de pedra natural, é suscetível aos produtos químicos encontrados em produtos de limpeza domésticos comuns. Eles vão entorpecer a superfície ao longo do tempo e desgastar o acabamento profissional, deixando o proprietário da casa com a opção de ter o fabricante reparando ou substituindo o balcão por um preço alto. Com o quartzo, as manchas profundas não são tão preocupantes, embora ainda haja o potencial de danos causados ​​pela corrosão química. Por esse motivo, recomendamos que você sempre limpe os derramamentos quando eles ocorrerem para evitar danos à superfície. Quando chega a hora da limpeza, é importante usar um limpador eficaz e sem riscos, como Granite Gold Quartz Brite® – que tem a vantagem adicional de trabalhar para polir a superfície enquanto você limpa.

Contras De Bancadas De Quartzo:

Preço: Na extremidade inferior do mercado, algumas pedras naturais podem ser mais baratas que o quartzo para bancadas. O granito pode ser adquirido por um preço tão baixo quanto $ 40 – $ 50 por metro quadrado. Enquanto isso, os preços do quartzo parecem estar em torno de US$ 60 a US$ 75 por metro quadrado na extremidade inferior. Claro, tudo isso varia de acordo com o tipo de granito / quartzo e a loja de onde você está comprando a pedra, e granito e mármore certamente podem ser mais caros se você optar por uma aparência mais exclusiva. Você pode ler um guia mais aprofundado sobre preços de granito aqui . Essas comparações de preços podem variar muito de acordo com sua localização, bem como os revendedores com os quais você está comprando, portanto, os compradores inteligentes têm uma vantagem em verificar. O ponto é que, embora o quartzo seja um material de engenharia, isso não significa que seja necessariamente uma opção de economia de custos. Aparência: Sim, isso pode ser tanto um pró quanto um contra. Embora o quartzo possa ser encontrado em muitos tons mais interessantes e variados do que as bancadas de pedra natural, um certo nível de singularidade é perdido. Graus mais altos de mármore e granito, especialmente, podem ter algumas listras e detalhes de cores muito interessantes que são impossíveis de replicar fora da natureza. Parte da diversão de comprar granito e mármore está em conferir todas as lajes únicas que foram formadas ao longo de milênios através de um conjunto muito único de circunstâncias em termos de composição mineral. Como os anéis de uma velha árvore, essas variações naturais são como uma impressão digital única que simplesmente não pode ser replicada na fabricação. É um elemento estético diferente a ser considerado, pois alguns designs e temas se prestam à uniformidade, enquanto outros não. Suscetibilidade ao calor e danos causados ​​pelo sol: Este definitivamente pode variar de acordo com o fabricante e o quartzo específico que você escolher, mas não é incomum ver relatos de danos causados ​​pelo calor em bancadas de quartzo. Contanto que você use um tripé ou almofadas de calor, você deve estar bem, mas panelas e pratos quentes podem queimar os agentes aglutinantes de resina e deixar uma marca. Outra desvantagem que o quartzo tem em comparação com suas alternativas naturais é o fato de que os pigmentos usados ​​para dar ao quartzo aquela aparência uniforme podem desbotar ao sol. Os minerais naturais que dão cor a outras pedras não têm esse problema, mas as bancadas de quartzo não costumam ser a melhor escolha para aplicações externas devido ao fato de que elas têm o potencial de desbotar se você não tomar cuidado.

Quais são as vantagens e desvantagens dos cartões de crédito na Espanha?

Se você tem um associado à sua conta de folha de pagamento ou usa outro no trabalho, você deve conhecer as vantagens e desvantagens dos cartões de crédito . Este método de pagamento comum tem uma série de benefícios e contra-indicações que você deve levar em consideração sempre que quiser usá-lo. Neste post, compartilhamos com você o que você precisa saber para tomar a decisão que melhor lhe convier. 

Em Espanha existem mais de 37,14 milhões de cartões de crédito em circulação, segundo dados do Banco de Espanha (BdE). De facto, durante 2020, registaram-se no país 624 milhões de operações com um valor acumulado de quase 102,2 mil milhões de euros, menos 18% do que no ano anterior em resultado do confinamento.

A principal vantagem de pagar em uma maquina de cartão de crédito é que você não paga o dinheiro imediatamente.

É provável que você tenha um ou mais desses cartões em sua posse e que não os use tão bem quanto poderia, seja por ignorância ou conveniência. Por isso, recomendamos que você conheça as vantagens do cartão de crédito.

Vantagens e desvantagens dos cartões de crédito

  1. A principal vantagem de pagar com cartão de crédito é que você não paga o dinheiro imediatamente . É um produto financeiro que permite o pagamento diferido ou financiado em troca de uma taxa de juros. Você compra agora mesmo que não tenha dinheiro em sua conta e paga depois, sempre de acordo com as condições que você assinou com seu banco. 
  2. Seguro adicional . Outra vantagem do cartão de crédito é que geralmente inclui diferentes tipos de seguro dependendo da entidade que o emite e do cartão. Os mais comuns são os seguros de viagem, que geralmente cobrem o médico, a bagagem e a própria viagem.
  3. Aceitação Global . Os cartões de crédito podem ser usados ​​em qualquer lugar do mundo. Assim você pode pagar a qualquer hora em qualquer lugar.

A grande desvantagem dos cartões de crédito da maioria dos bancos é que você tem que pagar taxas de todos os tipos

No entanto, nem tudo é benéfico ao pagar com cartão de crédito . Às vezes é um inconveniente ter em conta. Quais são as principais desvantagens do cartão de crédito nesse sentido ?

  1. Caia em despesas de formigas ou compras desnecessárias . Como você não tem despesas diretamente sob controle do seu dinheiro, é possível que você ultrapasse o seu orçamento ou adquira coisas que não são totalmente necessárias.
  2. Sempre ter fundos disponíveis , mesmo que sejam a crédito, pode fazer você pensar menos nas compras que faz e o preço é um pouco menos relevante do que quando você paga à vista.
  3. É fácil se perder e financiar o pagamento . Fique atento à configuração do seu cartão, que pode oferecer adiar uma compra por um mês ou financiá-la totalmente descontando o valor com juros a cada mês até que a dívida seja quitada. É fácil optar pela segunda opção e incorrer no pagamento de juros sem que isso seja necessário para suas finanças.
  4. Mais despesas e comissões . A grande desvantagem dos cartões de crédito da maioria dos bancos é que você tem que pagar todos os tipos de taxas: emissão, renovação, transferência de fundos e até mesmo saque em caixa eletrônico. 

Esperamos que, graças a este post, as principais vantagens e desvantagens dos cartões de crédito tenham ficado claras para você e que ajude você a usar melhor esse meio de pagamento comum.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

Como escolher uma agência de marketing digital

Mais de uma vez, ao trocar cartões 021 em um evento, surge o comentário: “meu sobrinho fez o site para mim”, “o estagiário comanda o blog”, “um menino que gosta de mexer na internet nos traz o Facebook”… Não sei se dizem isso de propósito para medir sua paciência ou se muitos concordaram. A verdade é que você não deve confiar a comunicação da sua empresa ao filho de plantão porque ele sabe mexer na internet ou é fã do Facebook. Só porque você sabe usar uma máquina de escrever não faz de você um escritor. Com o Facebook é a mesma coisa: só porque você sabe usar o Facebook não significa que você saiba se comunicar, conhecer sua concorrência, otimizar seus canais ou direcionar seus clientes em potencial.

Se você está lendo este artigo, provavelmente é porque está começando a perceber que pode valer a pena deixar a comunicação da sua empresa para profissionais do setor que estão encarregados de transmitir sua mensagem. Para isso, é importante escolher uma agencia de Marketing Digital que atenda às suas necessidades, seus recursos e economize tempo.

7 dicas para escolher uma agencia de marketing digital

1. Portfólio

Antes de tudo, recomendo que você procure uma agência que tenha em seu portfólio exemplos que se adaptem ao que você precisa. Ou seja, se você tem um escritório de advocacia ou um restaurante, o ideal é ir a uma agência especializada no setor, pois a experiência conta muito e você economizará tempo para explicar quais são as prioridades e a linguagem técnica do buffet ou restaurante. são.

Uma vez no seu portfólio, procure exemplos de projetos semelhantes para poder ver como desenvolveram a sua comunicação e assim ter uma ideia das soluções gráficas que implementaram nas campanhas para conhecer o seu estilo. 

2. Experiência

Uma forma de ver o nível de conhecimento e profissionalismo que a agência possui é lendo seu blog corporativo. Observe o número de entradas que eles têm e o nível de interação. No blog você deve encontrar conteúdo útil e valioso que lhe dê um pouco de luz às suas necessidades. Do blog deve ficar claro que eles sabem do que estão falando e, acima de tudo, que gostam.

3. Reputação e Presença

Em casa ferreiro, faca de madeira. Para escolher uma agência de Marketing Digital, é interessante ver o nível de influência e interação que ela tem no ambiente online. Ou seja, você confiaria a comunicação da sua FanPage a uma agência que não tem curtidas no Facebook? Por outro lado, se a agência prometer 2.000 curtidas no Facebook por mês, veja quantas curtidas ela tem. A agência deve ser um exemplo da imagem que vende. Seu site e suas redes sociais devem ser seu melhor ponto de venda.

4. Equipe

Pessoas com conhecimento em publicidade, estratégia digital, web design e desenvolvimento, web responsiva, gestão de redes sociais (Facebook, Twitter, Linkedin, G+, Pinterest… entre outros), web ou webwriting costumam trabalhar em uma agência de Marketing Digital. , design gráfico, estratégias de SEO e SEM e Analytics online.

5. Oficinas

A melhor agência de Marketing Digital não precisa necessariamente ter escritórios fabulosos; na verdade, se eles têm escritórios tão fantásticos, você provavelmente verá isso refletido no orçamento. Agora, é claro que se eles te atendem no lobby de um hotel ou em um bar muito fofo e nunca te convidam para seus escritórios, mmmmmm! Algo vai acontecer.

6. Flexibilidade

Hoje, um dos fatores que mais chama a atenção são as facilidades de pagamento, financiamento ou a adaptabilidade da agência aos recursos disponíveis para o cliente.

7. Percepção

Antes de contratar a agência, recomendo que você os conheça e se deixe levar um pouco pela percepção que eles transmitiram a você. Eles são proativos ou esperam suas instruções? Afinal, se for sua agência, é melhor que eles lhe dêem uma boa sensação, porque vocês se verão com muita frequência e a fluidez e a boa comunicação são muito importantes. Espero que com essas pequenas dicas você possa ter uma ideia de como escolher uma agência de marketing digital que se adeque bem às suas necessidades e seja o time de profissionais que você precisa para que os serviços ou produtos da sua empresa cheguem ao público certo.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

O que é Facility Management (FM) na indústria da construção?

Facility management é um conjunto de serviços gerenciais executados para apoiar uma determinada empresa a fazer negócios. Este campo envolve a coordenação de pessoas e o trabalho no local de trabalho físico.

O gerenciamento de instalações abrange todas as atividades para integrar administração de negócios, ciência comportamental, arquitetura e ciência da engenharia. São atividades que exigem operação complexa. Você talvez possa se interessar em mais informações sobre construção civil, confira agora.

Características do Gerenciamento de Instalações

Esta área de gestão preocupa-se principalmente com a gestão de várias instalações que estão inseridas num ambiente construído. É realizado de forma estratégica e sistemática. Satisfaz os objetivos operacionais do dia a dia para que o ambiente permaneça seguro e eficiente.

O gerenciamento de instalações pode ser fornecido por:

  • Gerenciando agentes
  • Fornecer departamentos internos de gerenciamento de instalações
  • Serviço total ou parcial prestado por empresas multisserviços
  • Contratados de FM

A gestão de facilities é um critério de gestão integral necessário para se ter um planejamento estratégico e pensar no dia a dia da operação da construção civil. As atividades básicas envolvidas no gerenciamento de instalações são:

  • Gestão de ativos
  • Planejamento Mestre
  • Gerenciamento de Espaço
  • Estratégias de propriedades
  • Manutenção, limpeza, teste e inspeção
  • Reforma, retrofit e reforma
  • Aquisições e vendas
  • Gestão de compras e projetos
  • MEP e serviços técnicos
  • Gestão de contratos
  • Sustentabilidade
  • Administração de orçamento
  • Gestão de Marcas
  • Avaliação de Qualidade
  • Conformidade regulatória
  • Exploração de ativos e geração de renda
  • Garantir a continuidade do negócio
  • Entrega de novas tecnologias
  • Trazendo mudança e eficiência nas práticas de trabalho
  • Segurança e proteção
  • Trânsito, transporte e estacionamento

Empresas que precisam de Facility Management

O gerenciamento de instalações é implementado na organização por meio de gerentes de instalações. Os gerentes de instalações trabalham para os seguintes tipos de empresas:

  • Grandes empresas de construção que prestam serviços de gestão de instalações
  • Empresas de gestão de propriedades
  • Empresas de terceirização de serviços empresariais
  • Universidades e hospitais em certas situações também exigem gerentes de instalações internos.

A tecnologia atual de modelagem de informações da construção (BIM) requer gerenciamento de instalações para garantir que as informações geradas durante o processo de projeto e construção também sejam apropriadas para as necessidades operacionais, bem como para o gerenciamento de ativos. Para gerir as carteiras de imóveis e para o seu óptimo funcionamento, existe um software, nomeadamente Computer-aided Facilities Management (CAFM).

Sustentabilidade na Gestão de Instalações

A gestão de instalações pode ser mais pronunciada com a implementação de práticas sustentáveis. Este deve ser o objetivo principal de qualquer gerente de instalações. Por exemplo, as escolhas feitas pelos gerentes de instalações que promovem a gestão de resíduos e o uso adequado de utilidades são altamente apreciáveis.

Em determinadas situações, o conhecimento de sustentabilidade da empresa FM é o diferencial que pode ajudar na contratação do concorrente. Portanto, é muito necessário que os graduados interessados ​​em gestão de instalações pesquisem e demonstrem seus conhecimentos sobre sustentabilidade e suas aplicações na indústria da construção.

Principais habilidades de um gerente de instalações

Os gerentes de instalações são pessoas muito ambiciosas e fazem o melhor para ter um serviço de qualidade. As principais habilidades de um gerente de instalações são:

  • Uma mentalidade inovadora
  • Habilidade de tomada de decisão
  • Habilidades interpessoais e de comunicação
  • Bom potencial de gestão
  • Boa capacidade de lidar com a pressão
  • Benchmarking por meio do gerenciamento de instalações

O conceito de benchmarking pode ser alcançado com o gerenciamento de instalações. De acordo com o FM, o desempenho de um conjunto de atividades é medido e referenciado. Para que atividades futuras e similares possam ter orientação. O gerente de FM também pode comparar o desempenho da organização com as estatísticas de outra organização que também emprega a mesma tecnologia.

Inteligência de mercado: Guia completo para sua empresa

Atualmente, a nível global, o conceito de business intelligence tem assumido um papel importante, quer porque os consumidores se tornaram muito mais exigentes, quer pelo ritmo acelerado de crescimento das exigências do mercado. 

O mundo dos negócios exige cada vez mais estratégia, planejamento e organização. Todos os elementos e informações que uma empresa pode agregar serão essenciais para estabelecer a diferença e ser mais competitiva para descarga.

Nesse sentido, saber o que é inteligência de mercado permite definir a posição de uma empresa ou produto dentro de um nicho de mercado  e suas oportunidades, fraquezas, forças e ameaças que dele derivam, com o objetivo de obter o máximo benefício do mercado e maximizar os recursos corporativos.

Quanto mais dados uma empresa tiver sobre si mesma, seu ambiente e as operações que funcionam juntas, mais oportunidades ela terá para sobreviver, crescer e se desenvolver. Esse é o grande papel da inteligência de mercado.

O que é inteligência de mercado?

A inteligência de mercado nos permite entender o estado do mercado em que uma empresa atua e as informações que uma organização obtém do setor em que atua. Seu objetivo é determinar a segmentação, penetração, oportunidades e métricas existentes para o sucesso, bom desempenho ou expansão do negócio.

A inteligência de mercado exige pesquisa, análise, comparação e interpretação de dados, por exemplo, se uma empresa quer saber quem é o público-alvo certo para um produto que lançará em breve. Essas informações permitem que a empresa concentre seus esforços nas pessoas certas, economizando custos e esforços.

Qual a importância da inteligência de mercado?

A inteligência de mercado engloba três conceitos fundamentais: inteligência de negócios, inteligência competitiva e pesquisa de mercado. A primeira tem a ver com as informações do próprio negócio. A segunda, com as informações da concorrência, que são definitivas para posicionar a empresa no mercado, e a terceira inclui os dados do usuário final ou consumidor.

A implementação de um bom sistema de inteligência de mercado é relevante em praticamente qualquer empresa ou organização, pelas enormes possibilidades que oferece ao nível do marketing e consequente aumento de oportunidades adicionais de vendas que proporciona. Não apenas os riscos são reduzidos para a empresa, mas também fornece uma vantagem competitiva essencial.

Dessa forma, a inteligência de mercado ajuda você a focar no cliente, entender as demandas do mercado e as opiniões dos consumidores . Além disso, colete dados relevantes em tempo real, aumente suas oportunidades de vendas, reduza riscos, capture maiores participações de mercado e forneça uma vantagem competitiva. Esses benefícios são cruciais para o sucesso de qualquer negócio.

Por sua vez, a análise dessas informações permitirá avaliar sua posição no mercado, desenvolver estratégias de acordo e tomar as decisões corretas com base em dados concretos; aí reside a sua relevância.

4 elementos da inteligência de mercado

1. Investigação de mercado

Empresas de todos os tamanhos, grandes ou pequenas, sempre precisam determinar onde estão em mercados específicos – se têm capacidade para implementá-lo ou se precisam recorrer a fornecedores experientes na prestação desses serviços. 

Uma pesquisa de mercado bem implementada mostrará não apenas a participação de mercado que sua empresa possui, mas também o colocará no panorama geral e específico, para que você possa planejar uma estratégia para continuar crescendo e melhorando o desempenho; Além disso, você poderá descobrir novas áreas de oportunidades que o levarão a expandir.

2. Análise

Este item desempenha um papel importante na inteligência de mercado. Envolve dados obtidos de várias fontes, como consumidores, canais, informações publicadas, sites, relatórios de negócios e mídia, para citar alguns.

Aqui os dados disponíveis devem ser profundamente estudados e analisados ​​para que analistas de mercado especializados possam determinar as tendências atuais dos negócios, sua eficácia e praticidade.

Desta forma, uma empresa poderá ter uma ideia básica do mercado e também obter respostas a algumas questões comerciais: que potencial tem, qual é a situação atual do seu produto, os possíveis cenários futuros dos seus concorrentes e o preço máximo que os clientes pagariam por um produto, produto específico, para citar alguns.

3. Informações do concorrente

A inteligência obtida de sua concorrência implica investigar seus diferentes canais e seus consumidores, além de conhecer sua estrutura organizacional e estratégia de negócios. 

Comparar produtos concorrentes também é importante, pois você pode aprender com sua tecnologia e recursos especiais. Tudo isso ajudará você a melhorar seu produto, se necessário, ou desenvolver uma melhor estratégia de marketing.

4. Feedback do cliente

O feedback dos seus clientes é um aspecto prioritário, pois o sucesso do seu negócio depende muito do relatório de satisfação do cliente. 

Existem várias plataformas que podem ser utilizadas para atingir este objetivo: formulários online, inquéritos, blogs, grupos de discussão, interação pessoal ou telefónica, entre outras. 

Esse feedback ajuda sua empresa a conhecer as experiências de seus clientes e a impressão deles sobre seu produto. Você será capaz de reconhecer os pontos fracos e fornecer aos seus clientes produtos inovadores e aprimorados que se traduzirão em uma história de sucesso.

É importante destacar que uma equipe eficiente de inteligência de mercado não será apenas parte importante do processo de planejamento da sua empresa, mas também será um fator chave no eixo das ações e no direcionamento estratégico da mesma.

5 objetivos de um sistema de inteligência de mercado 

  • Melhore a visão do meio ambiente : entender o mercado é a base para levar sua empresa ao sucesso. A implementação desses sistemas permite que você se mantenha competitivo e atenda às demandas do mercado em tempo real e até mesmo antecipar necessidades futuras.
  • Retenção e atração de clientes : Entender quando o cliente está insatisfeito e os motivos por trás disso pode evitar sua perda. A inteligência de mercado fornece a base para analisá-lo e fornece dados sobre as áreas de melhoria que seus clientes precisam para satisfazer suas necessidades e, portanto, gerar fidelidade à sua marca.
  • Ajuste o processo de vendas – A inteligência de mercado ajuda a determinar a segmentação, para que a organização saiba qual produto terá sucesso com pessoas específicas. Com base nisso, você poderá gerar estratégias de marketing focadas nas preferências do mercado.
  • Aumenta a eficiência do processo – A inteligência de mercado ajuda as empresas a aumentar a eficiência e a produtividade geral, identificando lacunas, fornecendo insights acionáveis ​​para projetar estratégias cruciais e análises em tempo real.
  • Competitividade – Ser o primeiro a lançar um produto só se consegue com o uso da inteligência de mercado, pois ela te dá as ferramentas para ficar de olho na concorrência e nas próximas tendências. Ele também fornece uma visão completa do mercado, o que permitirá que você dê um passo adiante e penetre no mercado ou obtenha a participação desejada lançando um produto ou uma nova melhoria no momento certo e definindo tendências.

Como implementar um sistema de inteligência de mercado? 

Os sistemas de inteligência de mercado são projetados essencialmente para gerentes de marketing e, muitas vezes, membros dessa equipe, por meio de software de CRM de marketing, como o HubSpot. Este tipo de software possui uma interface onde os usuários podem interagir e gerenciar os dados de forma simples que permite a análise através da gestão do relacionamento com o cliente. 

O sistema de inteligência de negócios contribui para o desenvolvimento e pesquisa na organização a partir de uma perspectiva de mercado, estudando as respostas que gera quando novos produtos são introduzidos.

Para aplicar o conceito de inteligência de mercado, é necessário investir em ferramentas específicas capazes de obter os dados mais relevantes para análises posteriores. No entanto, alguns empresários também optam por contratar profissionais focados exclusivamente na coleta de informações por meio de notícias e outros dados importantes para o negócio.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

As vantagens de aprender um instrumento musical

Todos nós consideramos aprender instrumentos musicais. Depois de decidir, no entanto, temos que pesar os contras e os prós, imaginando se esse novo hobby valeria a pena investir nosso precioso tempo.

Aqui, tento ajudá-lo a tomar a decisão informando sobre alguns benefícios que o aprendizado de um instrumento pode trazer. O cavaquinho é um instumento muito interessante de aprender, confira mais.

Células cerebrais trabalhando duro

Para aqueles de vocês cujos pais se opuseram a você “desperdiçar seu tempo” em instrumentos de aprendizagem, este é para você. Foi dito que tocar instrumentos musicais estimula seu cérebro. Jogar regularmente resulta em um bom desenvolvimento da memória e da capacidade de concentração, o que, por sua vez, pode ajudar seus estudos.

Também é conhecido por ajudar nas habilidades de coordenação que também o ajudarão nos esportes. Se seus pais ainda tiverem problemas, diga a eles que Einstein gostava muito de música.

Apenas outra maneira de relaxar

Foi comprovado que a música diminui a frequência cardíaca, a pressão arterial e os hormônios indutores de estresse. Tem um enorme efeito sobre o humor e as emoções que podem ser agradáveis ​​após um longo e árduo dia de trabalho. Agora você pode relaxar com uma bebida gelada e um instrumento de sua escolha, após o qual você pode ir para a cama uma pessoa mais feliz e relaxada.

Aprender um instrumento resulta em tornar as pessoas confortáveis ​​com a auto-expressão. O que significa que você se torna um pouco confortável com quem você é. Você começa a se sentir cada vez mais confortável com um público, que eventualmente crescerá em tamanho, o que, por sua vez, ajudará sua confiança a crescer também.

E vamos lá, imagine ser o garoto legal que pode tocar músicas doentias em seus instrumentos. Você estaria virando cabeças para a esquerda, direita e centro.

Paciência, paciência, paciência

Dominar um instrumento requer muita prática. Haverá dias em que você sentirá que esqueceu o que aprendeu ontem ou simplesmente não consegue pegar a música que deseja. Bem, você logo aprenderá que é preciso muita paciência. Atenha-se a ele, e você vai conseguir eventualmente. Isso ajuda a construir sua paciência para outras situações da vida.

Disciplina

Se você realmente quer aprender um instrumento, precisa gastar tempo regularmente aprendendo. Você tem que arranjar tempo para isso em suas rotinas diárias de maneira disciplinada. É difícil aprender qualquer coisa sem disciplina.

No final, você tem tanto a aprender escolhendo tocar um instrumento, que você pode tentar. Divirta-se aprendendo e adquirindo todos esses benefícios que vêm com ele!

Um convidado, uma festa e um jeito de se portar.

É preciso seguir algumas regras que tornem a vida mais suportável, mais harmoniosa e talvez, por que não, mais tolerante.

Um convidado correto.

Abra o correio e, oh! que surpresa, ele recebe um convite . A partir desse momento, a maquinaria das chamadas “normas sociais” ou “boas maneiras” deve ser acionada. Essas regras que tornam a vida mais suportável, mais harmoniosa e talvez, por que não, mais tolerante.

Estamos falando de comportamento educado. Sem regras exageradas e pomposas ou normas vencidas que apenas tornariam nossas vidas rígidas.

O primeiro. Responda ao convite, aceitando ou recusando sua participação no evento para o qual foi convidado. Quanto antes as respostas forem feitas, melhor , pois os anfitriões têm mais tempo para realizar as ações ou mudanças que considerarem adequadas. Geralmente é respondido pelo mesmo meio que o convite foi recebido, a menos que outra opção seja indicada nele.

Trajes. Caso o convite não indique nada nesse sentido, você tem relativa liberdade para escolher a roupa que deseja, sempre obedecendo aos critérios que regem o bom gosto e o bom senso. Você tem que se vestir de acordo com o evento , na época em que é comemorado e na época do ano em que é. Em caso de dúvida, você pode perguntar aos anfitriões sobre a “etiqueta” do evento. Lembre-se, se for um casamento, não tente destacar mais do que o próprio casal. Uma coisa é se vestir bem e outra é querer ser o centro das atenções. Não estrague o dia deles.

Chega o dia da festa. Temos que mostrar que somos pessoas bem educadas . Veja também Colar de âmbar para mais informações.

Pontualidade.

A hora definida no convite é a hora de chegar e melhor um minuto antes do que um depois. A lenda sobre o suposto “glamour” do atraso é bobagem, não há nada de “especial” em chegar atrasado. É apenas rude. Outra coisa são os convites com horário “recomendado”. Nesse tipo de evento, é definido um horário de início para que os convidados comecem a chegar a partir desse horário de forma escalonada e dê tempo suficiente para que eles cheguem aos poucos.

Presentes.

Se for um evento privado, não institucional ou similar, é sempre bom levar um pequeno presente aos anfitriões.

Algo simples, onde o detalhe é mais valorizado que o preço ou a importância do presente . Um presente desse tipo não deve ser ostensivo ou de valor econômico muito alto. Seria uma ofensa e uma falta de tato. Uma garrafa de um bom vinho, algum doce especial daqueles que fazem as maravilhosas confeitarias que estão em quase todas as cidades, um livro, etc. O presente deve ser entregue aos anfitriões na chegada em sua casa. Se for algo para comer ou beber, você não precisa se comprometer a experimentá-lo ou tê-lo para oferecer durante aquela noite.

Apresentações.

A menos que seja um grande evento, as apresentações são feitas pelos anfitriões . Além disso, no caso de ter outros conhecidos entre os convidados, eles podem fazer as correspondentes apresentações de amigos, parentes ou conhecidos comuns. Os anfitriões nem sempre estão atentos, principalmente quando o número de convidados é alto. A saudação, exceto para conhecidos ou parentes, deve ser um aperto de mão simples e cordial . Firme e curto. E nada de colocar a outra mão em cima para reafirmar a saudação.

Se for seu costume, você pode cumprimentar as damas pegando na mão delas, que você levanta levemente, enquanto faz um pequeno aceno de cabeça (sem chegar ao beijo da mão). Os dois beijos nas bochechas são reservados para amigos próximos e familiares . A ordem das apresentações: do mais novo para o mais velho, do homem para a mulher e do menos importante para o mais importante (rank).

Comportamento durante a refeição.

Como em qualquer outra área da vida, o comportamento deve ser tão educado quanto se espera de um adulto. Coma e beba com moderação . Converse amigavelmente sem tocar em tópicos controversos ou tópicos que possam desencadear discussões. Peça coisas “por favor” e responda com um “obrigado” pelo favor recebido. Tente, a menos que seja necessário, não se levantar da mesa no meio de uma refeição. Peça desculpas por isso, se você deve estar ausente por um momento.

Despedidas.

Diga adeus aos anfitriões e aos presentes, se não for uma reunião muito concorrida. Se houver muitas pessoas, você pode dizer adeus às pessoas que conhece ou são mais próximas. Os anfitriões devem estar sempre entre as pessoas para se despedir . Agradeça pela palavra convite e elogie a organização. Se você não gostou muito, é melhor ficar quieto. Nenhuma crítica, e menos ainda, naquele momento.

6 dicas para encontrar um bom advogado

A maioria das pessoas teme o dia em que terá que entrar em contato com um advogado e pedir ajuda profissional. Não há necessidade de pânico – como encontrar um bom advogado, existem muitos especialistas que você pode escolher.

No entanto, essa é a parte complicada. Qual você deve contratar? Continue lendo para descobrir como selecionar o melhor advogado. Aqui estão as 6 dicas de como encontrar um bom advogado que possa representá-lo.

Você pode se interessar também por advogado df – Escontre o melhor advogado de Brasília

6 dicas para encontrar um bom advogado

1. Identifique seu problema jurídico e escolha o especialista certo

Primeiro, certifique-se de saber com que tipo de questão legal você está lidando. A lei tem diferentes campos e sub-especialidades. É por isso que é importante determinar que tipo de advogado você precisa para resolver seu problema.

Você pode consultar seu consultor de negócios, um contador ou um advogado corporativo geral se seu problema estiver relacionado ao trabalho. Escolher o especialista certo garantirá que seu advogado conheça todas as nuances legais e os últimos desenvolvimentos aplicáveis ​​ao seu problema. Assim, eles serão capazes de lhe fornecer os melhores serviços.

2. Procure um advogado local

Um advogado familiarizado com sua região pode ajudá-lo mais. Obviamente, tudo depende da natureza do seu problema – às vezes, pedir ajuda a um especialista nacional seria a melhor opção. No entanto, em casos não relacionados à lei federal, é melhor procurar alguém local.

Um advogado próximo à sua área estará familiarizado com as leis e procedimentos locais, bem como com as autoridades locais, tanto judiciais quanto administrativas. Além disso, você poderá marcar uma consulta presencial com seu advogado facilmente se ele estiver localizado perto o suficiente de você. Obtenha todas as informações sobre como escolher o melhor advogado de motocicleta.

3. Considere a experiência deles

Um dos fatores mais importantes que você precisa considerar ao escolher um advogado é sua experiência profissional. Você pode esperar que um advogado possa ajudá-lo se tiver um histórico de sucesso com seu tipo de questão legal. Procure sempre um profissional com amplo conhecimento e experiência na área do direito que você precisa do seu auxílio.

4. Obtenha referências

Consulte sempre as referências do advogado para se certificar de que você receberá o melhor serviço. Você pode pedir ao advogado para preparar uma lista de seus clientes anteriores para você consultar. Mas tome cuidado, pois essas opiniões podem ser tendenciosas. Faça uma verificação de antecedentes, consulte fontes on-line ou até associações de advogados.

Além disso, você pode pedir a outros advogados que forneçam informações sobre o advogado de seu interesse. Eles provavelmente conhecerão suas habilidades e reputação e poderão fornecer informações valiosas sobre a ética, nível de competência ou hábitos de prática de outros advogados.

5. Procure excelente capacidade de resposta e comunicação

Encontrar um advogado experiente e de renome não é suficiente. Uma pessoa que lida com seu caso legal deve ser capaz de se comunicar bem e explicar o jargão jurídico para você. Uma pessoa que possa ajudá-lo a entender melhor seu problema fará com que você se sinta mais à vontade. Além disso, é essencial encontrar um advogado com boas habilidades organizacionais.

Às vezes, os casos legais passam por mudanças rápidas, e você não terá uma visão completa do problema se seu advogado não o notificar sobre todos os desenvolvimentos. Para garantir que seu caso esteja nas melhores mãos, certifique-se de contratar um profissional com ótimo relacionamento interpessoal.

6. Pergunte sobre taxas

Contratar um bom advogado pode ser caro. Lembre-se de perguntar sobre os custos durante a primeira reunião. Descubra os procedimentos e métodos de cobrança da empresa e verifique se você pode pagar por esses serviços. A cobrança por hora é uma prática popular, mas muitos advogados concordam com métodos alternativos de cobrança.

Se o seu caso exigir um volume maior de trabalho, você pode solicitar uma taxa reduzida. Além disso, descubra se você precisará pagar taxas adicionais, por exemplo, relacionadas a despesas de viagem, cópias, postagem, taxas de especialistas etc. Além disso, tente obter por escrito uma estimativa de quanto custará seu caso e garanta um contrato escrito para garantir que você não será surpreendido com cobranças adicionais.

Se você quiser encontrar o melhor advogado para ajudar no seu caso, seja extremamente minucioso. No entanto, você não precisa se preocupar se souber pouco ou nada sobre questões legais. Um grande especialista irá ajudá-lo e fornecer serviços confiáveis. Contratar um profissional economizará tempo e nervos, e definitivamente vale a pena o dinheiro gasto.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

Essa é a principal dúvida de quem planeja uma estratégia de marketing digital para não só tornar a sua empresa e/ou marca uma referência no mercado, como também para alavancar as vendas e atrair mais clientes em potencial.

Mas por que o Google Adwords e o Facebook Ads ganham destaque nesse momento? Simples, esses são os dois principais canais de divulgação da internet. Qualquer empresa e/ou marca que deseje alavancar o seu faturamento deve, obrigatoriamente, pensar nessas duas ferramentas.

Elas ganham destaque devido a sua abrangência, recursos e os resultados que proporcionam. Ao longo deste artigo você poderá encontrar diversas informações sobre cada uma delas e ainda solucionar a questão “Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?”.

Continue lendo e descubra como conseguir desenvolver a melhor estratégia de marketing digital para a sua empresa e/ou marca, utilizando a ferramenta adequada para torná-la infalível e ainda encontrar a resposta para a pergunta Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

Google Adwords e Facebook Ads

Antes de responder a pergunta “Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?” É necessário que você entenda um pouco mais sobre cada uma dessas ferramentas e como elas funcionam. Nesse sentido, logo abaixo você poderá encontrar informações detalhadas e privilegiadas sobre o Google Adwords e o Facebook Ads.

É importante também que você estude o mercado para poder fazer anúncios com maior potencial de retorno, uma indicação nossa, é o Blog NucleoExpert, que tem feito um excelente trabalho na produção de conteúdo no Marketing Digital.

Após conhecer melhor cada uma dessas ferramentas de marketing, você poderá saber Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?. Confira:

O que é o Google Adwords

O Google Adwords é uma ferramenta de marketing digital, que funciona da seguinte forma: quando os usuários do Google fazem uma pesquisa, eles recebem como primeiros resultados uma lista de sites que são considerados como os mais relevantes e de melhor qualidade segundo os padrões do Google. No entanto, os sites que são anunciados por meio do Google Adwords surgiram no topo dessa lista.

Quando uma empresa e/ou marca anuncia no Google Adwords, o site da mesma ficará estrategicamente posicionado entre os primeiros resultados. Uma vez que ele fica evidente para os usuários, a quantidade de cliques no site aumenta, sobretudo devido ao fato de que mais de 90% dos usuários do Google não acessam as demais páginas do site de busca.

É importante destacar que esse não é o único recurso oferecido por essa ferramenta, mas sim o mais relevante. Agora, veja quais são as vantagens e desvantagens dessa ferramenta, para então conseguir encontrar a resposta à pergunta: Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

Vantagens e Desvantagens do Google Adwords

A maior desvantagem dessa ferramenta é sem dúvida a grande quantidade de concorrentes. Sim, para que o site da sua empresa e/ou marca possa se destacar e ficar entre os primeiros resultados do Google é necessário um estudo aprofundado das palavras-chaves.

Mas isso não é tudo, também é necessário manter uma contínua otimização das campanhas e estratégias de marketing. Caso contrário, é muito improvável que o site ganhe relevância suficiente para atrair a atenção dos usuários do Google.

Uma grande vantagem do uso dessa ferramenta, além da grande abrangência da mesma, é que é possível elaborar campanhas de marketing a baixo custo e ainda assim obter resultados significativos. É preciso levar isso em consideração para conseguir responder a pergunta Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

O que é o Facebook Ads

Assim como o Google Adwords, o Facebook Ads é considerado uma excelente ferramenta de marketing digital. Por meio dele, as empresas e/ou marcas podem publicar os seus anúncios no Facebook e atrair e alavancar a interação do seu público-alvo na página da mesma nessa rede social.

No entanto é necessário que o público-alvo esteja bem definido. Caso contrário, a empresa e/ou marca podem atrair um público que não é qualificado, ou seja, que não tem interesse no conteúdo, no produto ou no serviço que é oferecido pela mesma.

Além disso, é necessário que os anúncios não só sejam esteticamente atraentes, é preciso que também transmitam conteúdo de qualidade para que o público-alvo fique instigado a visitar a página da empresa e/ou marca na rede social ou no site.

O facebook tem uma vantagem do Instrgram, de poder usar o seu público, aumentar sua audiencia não somente no facebook, mas também no instagram, sem precisar comprar seguidores instagram.

Confira a seguir algumas vantagens e desvantagens dessa ferramenta, assim você poderá encontrar a solução para a pergunta: Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

Vantagens e Desvantagens do Facebook Ads

A principal desvantagem de utilizar o Facebook Ads é sem dúvida o fato de que as pessoas que acessam a rede social não estão a procura de um produto e/ou serviço para comprar. Diferente daquelas que fazem pesquisas no Google, por exemplo. Isso faz com que ela contribua apenas como uma forma de reconhecimento da empresa e/ou marca pelo seu público-alvo.

Em contrapartida, existe uma grande vantagem com relação ao uso dessa ferramenta como estratégia de marketing: a segmentação do público-alvo. Diferente da ferramenta anterior, que atinge a todos aqueles que fazem pesquisas usando determinadas palavras-chaves, no Facebook Ads, você pode definir quem é o seu público, quando ele deverá ver o anúncio e em que local do seu perfil.

Isso faz com que essa estratégia seja altamente efetiva no que se refere a transmitir o conteúdo e fazer com que o usuário perceba a existência daquela empresa e/ou marca. Com isso em mente, você poderá encontrar a resposta a pergunta Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor

Depois de conhecer as principais características de cada uma das ferramentas de marketing digital, chegou o momento de esclarecer a inquietante pergunta. Afinal, Google Adwords vs Facebook Ads: qual é o melhor?

Ambas. De acordo com especialistas na área, o ideal é que você explore as duas ferramentas de marketing, pois isso irá garantir não só o aumento da conversão que é proporcionado pelo Google Adwords, como também a consolidação do posicionamento da empresa e/ou marca no mundo digital, que só pode ser alcançado por meio do Facebook Ads.